Coleção de poesia reúne idiomas da Espanha

INEDITISMO: A curiosidade criou a nova coleção da Hedra, editora dedicada ao segmento de livros de bolso. Chamado de Poesia de Espanha, o projeto é feito de quatro antologias - cada uma reúne 30 poemas e custa R$ 15 - com autores que escreveram em castelhano, catalão, galego e basco e que representam diferentes momentos históricos. A coleção começa com a poesia trovadoresca, passa pelo Humanismo, pelo Século de Ouro Valenciano, pela Decadência, pelo Romantismo, pelo Renascer, pelos movimentos de vanguarda, e termina na Guerra Civil (1936-1939). A iniciativa e a tradução foram realizadas por Fábio Aristimunho Vargas, que estudou catalão e basco levado pela curiosidade sobre suas origens ibéricas. Formado em Direito pela USP, Vargas é especialista em estudos bascos pela Fundación Asmoz de Eusko Ikaskuntza e pela Universidad del País Basco. Além do desejo de conhecer, a coleção nasce de uma surpresa. Após procurar sem sucesso, em livrarias e na web, coletâneas traduzidas para o português, Vargas foi atrás de obras com poemas originais nas quatro línguas oficiais da Espanha. Segundo o tradutor, nem lá se deram ao trabalho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.