Clooney, o bem-amado de Hollywood

Se Eddie Murphy virou a unanimidade negativa de Hollywood - leia o texto sobre o prêmio Fambroesa de Ouro, para os piores do cinema norte-americano -, George Clooney é exatamente o oposto, o astro talentoso e simpático que os críticos e o público adoram. George Clooney, além de tudo, é progressista, encarnando o que restou de uma consciência de ?esquerda? no cinemão. Como ator e diretor, ele brilha em Boa-Noite e Boa Sorte, hoje às 15h55 no Telecine Cult. O filme usa um episódio do macarthismo - sobre como âncora de TV desafiou o poderoso senador MacCarthy - para criticar a manipulação da mídia nos EUA de George W. Bush. Clooney é ótimo, mas quem rouba a cena é David Strathairn, maravilhoso na pele do protagonista.

Luiz Carlos Merten, O Estadao de S.Paulo

25 Fevereiro 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.