Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca

O ator e diretor americano Clint Eastwood mandou ontem seu colega Spike Lee calar a boca. Lee criticou Eastwood por não ter incluído nenhum soldado negro em seus dois últimos filmes, A Conquista da Honra e Cartas de Iwo Jima. Em uma entrevista ao The Guardian, Eastwood explicou que nenhum dos soldados negros que participaram daquela batalha levantou a bandeira no monte Suribachi, façanha imortalizada em uma famosa foto. ''Quando faço um filme baseado em uma história na qual 90% das pessoas envolvidas eram negras, como Bird (sobre Charlie Parker), uso 90% de atores negros'', disse Eastwood.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.