Clássicos em compilação dos 50 anos da Motown

A amorosa e espiritual I Heard it Through the Grapevine (1968), a pacifista What?s Going On e a ecológica Mercy Mercy Me (The Ecology) são daqueles feitos de tamanha profundidade e emoção, no conteúdo das letras, nas melodias, nos arranjos e na voz de Marvin Gaye, que se ele não tivesse feito mais nada já merecia um pedestal. Essas três canções clássicas estão entre as mais amadas da compilação Motown 50 (Universal), com três CDs e 50 faixas, montada a partir de enquete popular em todo o mundo, para celebrar as cinco décadas de criação da histórica gravadora de Berry Gordy.O próprio Gordy afirmou que Marvin foi a pessoa mais incrível que ele conheceu. Foi em sua gravadora que o cantor deslanchou na carreira a partir dos anos 60 e ali criou seus maiores hits, incluindo além os três citados acima. O erotismo marcou a segunda fase da carreira do cantor, a partir dos anos 1970. Sexual Healing é um clássico imbatível do gênero.Na Motown, Marvin conviveu em ótimas companhias, como se comprova nessa coletânea de hits incansáveis de The Temptations, Diana Ross & The Supremes, Jackson 5, Stevie Wonder, Martha Reeves and the Vandellas, Edwin Starr, Smokey Robinson & The Miracles, etc. Para compensar algumas babas de Michael Jackson e Lionel Richie, há preciosidades menos difundidas como This Old Heart of Mine (Isley Brothers), e Standing in the Shadows (The Four Tops). Essa adorável cinquentona continua muito bem conservada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.