Cinema e poesia dominam a Paulista

Seminário de ações culturais em zonas de conflito e encontro de poesia nacional e estrangeira ocupam, desde hoje, a avenida

Ubiratan Brasil, O Estadao de S.Paulo

04 de junho de 2009 | 00h00

Poesia, música e debates dominam, a partir de hoje, o mais cultural dos quarteirões da Avenida Paulista - aquele que compreende o Itaú Cultural e a Casa das Rosas (com o Sesc Paulista no meio do caminho). O primeiro abre suas portas para a quarta edição do Antídoto - Seminário Internacional de Ações Culturais em Zonas de Conflito, parceria entre a entidade e o Grupo Cultural AfroReggae. Já a Casa das Rosas sedia o 2º Simpósio de Poesia Contemporânea - Simpoesia, que vai reunir poetas e críticos literários do Brasil e exterior.Antídoto é um evento que já criou raízes no calendário do Itaú Cultural. Destinado a discutir iniciativas culturais em cenários de conflitos étnicos, religiosos ou sociais, o encontro traduz a luta e a afirmação de várias questões que envolvem a música, a cultura e a diversidade cultural. Na abertura de hoje, será apresentado Ferréz - Literatura e Resistência, documentário sobre a vida e trajetória do escritor que revelou o lado poético de um dos mais violentos bairros de São Paulo, o Capão Redondo, também título de sua primeira e mais conhecida obra.Trata-se de um romance baseado nas histórias reais que viveu e presenciou, pontuadas por amigos e colegas que se envolveram com drogas e roubos. Em 11 anos de carreira, Ferréz escreveu ainda Amanhecer Esmeralda, Manual Prático do Ódio e Ninguém É Inocente em São Paulo (todas editadas pela Objetiva) com mais de 100 mil cópias vendidas. O documentário de 54 minutos que será exibido hoje acompanha suas palestras, intervenções e passagens por palcos e projetos, em comunidades no Brasil e na Itália, França, Alemanha, Portugal e Espanha, sempre com foco na literatura.Amanhã, a atração do Antídoto será outro documentário, Selva de Pedra - Fortaleza Noiada, retrato detalhado do circuito de distribuição e consumo de crack em Fortaleza. São imagens que mapeiam as zonas da cidade mais atingidas pela droga. A ideia central do documentário, segundo Francisco José Pereira de Lima, o Preto Zezé, é levar ao público um panorama real dos danos sociais que a substância causa ao usuário e ao seu entorno. Um autêntico exemplo de guerra urbana mal disfarçada.O encerramento da primeira etapa do evento, no fim de semana, privilegia o teatro, mais especificamente o grupo Pombas Urbanas, que completa 20 anos de atividades em Cidade Tiradentes, bairro do extremo leste de São Paulo. Eles encenam no palco do instituto as peças Histórias Para Serem Contadas, no sábado, e Os Tronconenses, no domingo - esta será antecedida de uma roda de conversas com integrantes do grupo.Até o dia 28, o Antídoto promove seminários com representantes da Nigéria, Afeganistão, Líbano, Palestina, Sudão e Canadá, além de shows e teatro com grupos de Pernambuco e de Moçambique.Já o Simpoesia vai discutir e divulgar a poesia contemporânea. Com curadoria de Virna Teixeira, reunirá participantes do Uruguai, México, Cuba, Espanha, Argentina, Portugal, Inglaterra e EUA, além de poetas nacionais. Na abertura, hoje, a Casa das Rosas vai abrigar um recital com Horácio Costa, de São Paulo; Maria Esther Maciel, de Minas Gerais; e o uruguaio Alfredo Fressia, entre outros. Em seguirá haverá uma apresentação do poeta e músico Rodrigo Garcia Lopes e o lançamento da revista de poesia mexicana La Otra.Amanhã, o evento prossegue no Instituto Cervantes (um dos organizadores, ao lado do Consulado do México e do Centro Cultural da Espanha em São Paulo), onde o foco será principalmente editorial: um debate sobre editoras independentes de poesia vai trazer representantes diversos, como o argentino Gustavo López (da editora VOX), a poeta Virna Teixeira (Arqueria Editorial) e o editor Vanderley Mendonça (Amauta/Demônio Negro).O verso inglês domina a programação do sábado, na Casa das Rosas. Com direito a recital bilíngue, será discutida a difusão da poesia brasileira contemporânea em países de língua inglesa. DestaquesANTÍDOTOHoje: documentário Ferréz - Literatura e Resistência.Amanhã: exibição do documentário Selva de Pedra Fortaleza Noiada. Sábado: espetáculo de rua Histórias para Serem Contadas.Domingo: debate com o grupo Pombas Urbanas.SIMPOESIAHoje: recital com Horácio Costa, Maria Esther Maciel, Alfredo Fressia, entre outros. Amanhã: debate sobre editoras independentes de poesiaSábado: colóquio de poetas de língua inglesa.Domingo: discussão sobre poesia e sadomasoquismo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.