Successión Miró, Miró, Joan AUTVIS, Brasil, 2015
Successión Miró, Miró, Joan AUTVIS, Brasil, 2015

Cinco mostras que possibilitam o mergulho nas obras de importantes criadores

Além da abertura da exposição de Miró na cidade, uma seleção de retrospectivas para ver neste fim de semana

O Estado de S. Paulo

22 Maio 2015 | 17h15

A mostra Joan Miró - A Força da Matéria vai ser aberta neste domingo, 24, no Instituto Tomie Ohtake, prometendo atrair milhares de visitantes.

Uma das mais esperadas exposições do ano, a primeira grande exposição do surrealista no Brasil apresenta 112 obras, entre pinturas, esculturas e gravuras criadas pelo artista entre as décadas de 1930 e 80. Joan Miró - A Força da Matéria. Instituto Tomie Ohtake. Av. Faria Lima 201 (entrada pela Rua Coropés 88), 2245-1900. 3.ª a dom., 11h/20h. R$ 10 (grátis às terças). Até 16/8. 

A retrospectiva do pintor irlandês Sean Scully na Pinacoteca do Estado já pode ser considerada uma das mais importantes do ano. Em dois segmentos expositivos do museu, o percurso da abstração do artista é apresentado em uma seleção de criações realizadas desde 1974. O visitante encontra também no muse outra bela antologia, a do escultor José Resende, que celebra 50 anos de trajetória. Sean Scully. Pinacoteca. Praça da Luz, 2, 3324-1000, 3.ª a dom., 10h/18h. R$ 6 (grátis aos sábados). Até 28/6

Na mesma região da Luz, a Estação Pinacoteca, outro prédio da Pinacoteca do Estado abrigada ao lado da Estação Julio Prestes, abriga a retrospectiva de 35 anos de carreira do escultor carioca Nelson Felix, considerado um dos mais conceituados criadores da arte contemporânea brasileira. Destaque para a monumentalidade e sofisticação do trabalho com o mármore. Nelson Felix. Estação Pinacoteca. Largo General Osorio, 66, 3335-4990, 3.ª a dom., 10h/18h. R$ 6 (grátis aos sábados). Até 28/6.

Já para os amantes da fotografia, o Museu da Imagem e do Som apresenta uma grande exposição com 101 obras da norte-americana Vivian Maier, a babá que fotografou, principalmente, entre as décadas de 1950 e 60, e que teve seu trabalho descoberto apenas em 2007. A mostra é o destaque da programação Maio Fotografia no MIS. Vivian Maier. MIS. Avenida Europa, 158, 2117-4777. 3.ª a sáb., 12h/20h; dom., 11h/19h. R$ 6 (grátis às terças). Até 14/6.

Outra exposição de destaque no circuito é a retrospectiva do italiano Piero Manzoni no Museu de Arte Moderna de São Paulo. Morto precocemente, aos 29 anos, vítima de um enfarte, o artista conceitual foi um dos principais criadores da vanguarda do pós-Guerra na Europa. Foi Manzoni o autor da irônica obra Merda d'Artista, um conjunto de latinhas de metal com seus excrementos - e as peças foram feitas para serem vendidas. Piero Manzoni. MAM. Parque do Ibirapuera, portão 3, 5085-1300. 3.ª a dom., 10h/18h. R$ 6 (grátis aos domingos). Até 21/6.   

 

 

 

.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.