Cicarelli: ''''Só acontece comigo!''''

Apresentadora acusa imprensa de publicar mentiras e diz que confusões não afetam sua carreira

Entrevista com

Leila Reis, leilareis@terra.com.br, O Estadao de S.Paulo

07 de julho de 2025 | 00h00

Extremamente arredia com a mídia depois de seu desastrado casamento com o craque Ronaldo e do flagrante em cenas calientes com o namorado numa praia na Espanha por um paparazzo há um ano, Daniella Cicarelli não quer saber de muita conversa com a imprensa. Nesta entrevista exclusiva ao Caderno 2, ela reclama das mentiras publicadas a seu respeito e diz que as confusões que a envolveram não afetaram sua carreira em nada. Líder de audiência na MTV com dois programas, Daniella está cursando Direito para ''''melhorar o bom senso'''' e diz que em sua vida as coisas são imprevisíveis: ''''Eu vou do inferno ao céu com a velocidade do trem-bala.''''Você tem as maiores audiências e os maiores faturamentos da MTV. A que você atribui isso?Acho que é a minha forma de fazer. Eu tinha dois caminhos na TV: atuar, montar um personagem, ou usar a minha própria personalidade. Se existe uma atriz dentro de mim, eu ainda não consegui encontrar. Então resolvi ser eu mesma, ser igual na minha casa, com meus amigos. Estava gravando um quiz show sobre moda no programa Batalha de Modelos, fiz uma pergunta para a menina e já emendei: ''''Olha lá o que você vai responder, porque vão dizer que nós, modelos, somos burras.'''' Outro dia critiquei o pé de um menino, falei que só não era mais feio do que o meu. Acho que assumir os defeitos em público é uma coisa com que os adolescentes se identificam. Mostro a eles que se, meu pé é feio, não fico lamentando, procuro destacar outra parte: minha bunda, por exemplo. A gente escolhe; na vida, a gente queira ou não, é feita de escolhas.O Beija Sapo está numa fase bem gay e você trata essa diversidade com toda naturalidade. Onde você aprendeu isso?A primeira coisa que se tem de fazer na vida é tratar as pessoas com respeito. Entender que nem todo mundo tem de ser e pensar como você. Lido com princesas e sapos, príncipes e pererecas, príncipes e sapos, princesas e pererecas da mesma maneira. A postura no vídeo deve refletir o que eu sou, meu compromisso é ser uma boa pessoa e aceitar os outros como são. Aliás, esse deveria ser o compromisso de todo mundo.Como sente os adolescentes hoje?Estão mais abertos, beijam na boca, limpam os lábios e vão beijar outro ou outra. Estão mais desencanados, acham beijo na boca um direito natural. Formam casais no auditório e quando passo na frente da padaria, aqui perto na MTV, vejo que já trocaram os pares. Diferente de mim, que fui uma menina da roça, filha de uma tradicional família mineira, superconservadora.Faz um ano que seu namoro numa praia espanhola foi parar no YouTube. Como isso afetou sua vida?Na carreira não afetou em nada, o ibope continuou a mesma coisa, os patrocinadores não se afastaram e não interferiu nos contratos. A exposição é uma coisa que incomoda, por isso, sempre tentei preservar meu lado pessoal. Problemas todo mundo tem, mas para o público não importa se eu estou sofrendo ou não. O assédio da mídia continua grande, uma revista de celebridades queria me fotografar na faculdade, mas não deixei. Aí, contrataram um colega de classe para fazer a foto e ganhar uns trocados. A gente ter de estar preparado para tudo na vida, porque existem acidentes de percurso e nem tudo é lindo.Aonde você quer chegar?A minha vida dá muitas voltas, mas eu deixo ela me levar. Eu era modelo amadora em Belo Horizonte para ganhar um dinheirinho. Resolvi fazer Administração de Empresas até vir para São Paulo e ser chamada para participar da novela As Filhas da Mãe, na Globo. Vim para a MTV há quatro anos e agora decidi cursar mais uma faculdade. Estou no Direito da FMU não para ser advogada, mas para aprender antropologia, filosofia, melhorar o bom senso.Tem recebido muitas propostas?A vida é feita de propostas. No ano passado, a Record me chamou para fazer um programa de namoro, mas achei que ainda não era hora de mudar. Trabalhar na MTV é uma delícia. Adoro minha carreira de apresentadora, aprendo muito.Sua trajetória pessoal tem sido marcada por percalços. De quem é a culpa?De ninguém. Eu vou do inferno ao céu com a velocidade do trem-bala. Agora, graças a Deus, está tudo certo comigo. Confusões aparecem, mas não acho que a culpa seja inteiramente minha. Sempre penso: ''''Só acontece comigo.'''' Não que eu tenha complexo de perseguição, mas quando vejo situações complicadas, penso: ''''Se fosse comigo, ia dar pano pra manga, ia sair em tudo quanto é revista e jornal.''''Qual foi a grande mentira publicada a seu respeito?São tantas eu que nem sei e não quero voltar a certos assuntos. Com toda certeza, meu casamento com o Ronaldo bateu o recorde na produção de mentiras. Mas continuam inventando muita coisa. Outro dia li em uma nota que eu havia brigado na inauguração de uma boate. Liguei para jornalista para dizer que eu não estava naquele lugar e ela publicou outra nota dizendo que eu tinha ligado para me explicar. Então eu desisto. Não vou para revista apontar o homem da minha vida nem dizer que quero comprar um helicóptero. Para quê?Como você lida com a idade?Outro dia um menino disse no programa que gostava de mulher mais velha e que havia beijado uma coroa. De 27 anos, minha idade! Falei: peraí, mais respeito no recinto. Envelhecer não é problema, se você mantiver o espírito jovem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.