Cenas de horror

Não são só seqüências malfeitas e atuações ruins que estragam as sessões destes cinéfilos

O Estadao de S.Paulo

25 Fevereiro 2008 | 00h00

Sempre o banheiro "Fico irritado quando os banheiros são pequenos, como no Espaço Unibanco. O que também me incomoda muito é ficar esperando minha mulher sair do toalete após a sessão." Tito Costa, acompanhado da mulher Olga Coube Entre pipocas e chutes "Fui assistir a um filme de terror no Cinemark e a pessoa atrás de mim ficava com o pé na minha poltrona. Nas cenas mais tensas, eu era chutada para frente!" Andressa Cabral "Em vez de jantar fora, as pessoas resolvem comer no cinema." Giancarlo Zanon, sobre o barulho das embalagens Sem obstáculos "Odeio cabeças no meio da tela. É sempre irritante quando você entra na sala de cinema lotada, finalmente consegue um lugar e, quando olha para a tela, tem um cabeçudo bem na sua frente. Sempre acontece quando vou ao cinema." Breno Beneducci Socorro, tem atriz na sala! "Estava em uma sessão de um desses filmes de roteiro trash, no CCBB. Entre as pessoas da sala havia uma senhora que participou do filme quando jovem. Ela estava acompanhada pelos amigos e pelo marido. Cada cena em que ela aparecia era uma bagunça. Os amigos riam alto, faziam piadas. Como o filme era péssimo e a atuação dela também, saí da sala correndo." Victória Varella-Costa

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.