Quiroga, E-MAIL: astro@o-quiroga.com, O Estadao de S.Paulo

21 de novembro de 2007 | 00h00

Data estelar: Urano recebe o trígono de Mercúrio e o quincunce de Vênus; a Lua cresce no signo de Áries.Enquanto isso, aqui na nave Terra nossa humanidade é como São Tomé, só acredita no que vê. Nada de errado nisso, pois mesmo que um pensamento concreto desses tenha atormentado os milhares de almas mais sensíveis e intuitivas, exilando-as da normalidade, há de se notar, também, que nossa espécie avança e evolui, e que isso muda sua percepção da realidade. Aos poucos, porém, de forma firme e veloz, a visão humana se amplia na direção do que até agora foi chamado de mundo espiritual, e sendo tudo de acordo com a fórmula de São Tomé, isso indica que a realidade deva mudar substancialmente, para não dizer radicalmente mesmo. Por isso, celebrem! O medo está com os dias contados, não porque deixaremos de senti-lo, mas porque este deixará de ser o guia de nossos passos e atitudes.ÁRIES 21-3 a 20-4Do jeito que as pessoas andam em relação a você, tudo indicaria um complô. Porém, será melhor que você nem entre nesse caminho de suspeitas e desconfianças, pois, de fato, há apenas uma coincidência nada significativa.TOURO 21-4 a 20-5Daria para fazer tudo do jeito que sempre resultou em benefícios e sucesso, porém, não há garantia que a vitória de outrora se repita. Ao mesmo tempo, atrevendo-se a experimentar novas formas de agir, a perspectiva pareceria muito melhor.CÂNCER 21-6 a 21-7Aventure-se porque assim o deseja, e não porque precisa fugir de algo ou de alguém. É sagrado aventurar-se, pelo que uma atitude dessas precisa ser tomada de forma positiva, pela própria vontade, e não para fugir das adversidades.GÊMEOS 21-5 a 20-6Ainda que sua alma se sinta motivada a passar uma boa imagem de si mesma através de discursos marqueteiros, abstenha-se dessa prática, pois dessa forma você criaria uma ansiedade a seu respeito, e assumiria a obrigação de satisfazer todo mundo.LEÃO 22-7 a 22-8O nó emocional que amarra sua alma a outras é um desafio digno de sua natureza corajosa. Porém, esteja ciente de que ainda não é tempo de tomar atitudes concretas, apenas de sua alma estar devidamente informada a respeito de tudo e de todos.VIRGEM 23-8 a 22-9Se quiser mesmo atingir um estado de compreensão mútua nos relacionamentos, dispa-se de segundas intenções e interesses, pois são essas as condições que atrapalham o entendimento. Será possível conquistar um estado assim?LIBRA 23-9 a 22-10Atualmente, a melhor forma de livrar-se do tormento do dilema é aproveitando o impulso e, a despeito disso parecer mera impulsividade, prefira fazer as coisas velozmente, pois se ficar pensando só vai acontecer isso, pensar.ESCORPIÃO 23-10 a 21-11Sonhar é uma forma de ir muito longe sem sair do lugar. Esta não é uma condição ruim em si mesma, desde que não dure toda a vida. É inevitável que se sonhe mais do que se realiza, mas alguma realização precisa ser empreendida.SAGITÁRIO 22-11 a 21-12O conflito será sempre estressante, ou seria outra a palavra que o definiria. Por isso, melhor afastar-se dos conflitos inúteis, mas enfrentar corajosamente aqueles que valham a pena, porque empreendidos em nome de uma boa causa.CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1O tempo do planejamento deverá ser sempre superior ao da execução, desde que, evidentemente, você deseje que os resultados se aproximem da perfeição. Por isso, nunca desanime por ter de voltar uma e outra vez ao início, à organização de tudo.AQUÁRIO 21-1 a 19-2É fácil convencer-se de que faltam recursos para continuar avançando nas realizações, pois esse convencimento está bem arraigado na mente coletiva, todo mundo acredita piamente nele. Supere essa idéia, embarque na criatividade!PEIXES 20-2 a 20-3Melhor construir um caminho novo do que continuar gastando recursos para reformar ou revitalizar o antigo. Você reconhece que isso seria melhor, porém, também se depara com o medo, que aconselha tato, prudência e sensatez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.