Catálogo E Livro Analisam Criação dos Artistas

A exposição Tangled Alphabets: León Ferrari and Mira Schendel é acompanhada por um catálogo coeditado pelo MoMA e pela editora brasileira Cosac Naify. Além do catálogo, este mês a Cosac Naify publica também Mira Schendel - Do Espiritual à Corporeidade, análise sobre a obra da artista feita pelo arquiteto, pintor e teórico de arte Geraldo Souza Dias.O catálogo traz textos do venezuelano Luis Pérez-Oramas discorrendo sobre os dois artistas, da argentina Andrea Giunta, professora de Arte Latino-Americana da Universidade do Texas, sobre Ferrari, e do escritor, historiador e professor de história da arte Rodrigo Naves sobre Mira Schendel. Com 220 páginas, ilustrações, cronologia dos dois artistas em paralelo e bibliografia, o catálogo está à venda nas lojas do MoMA e online (www.momastore.org) por US$ 55,00 e é distribuído pela Distributed Art Publishers (D.A.P.) nos Estados Unidos e no Canadá e pela Thames + Hudson fora da América do Norte. A Cosac Naify informa que o volume tem primeira edição só em inglês, com tiragem limitada no Brasil.Em Mira Schendel - Do Espiritual à Corporeidade, Geraldo Souza Dias apresenta as ideias e a obra da artista com base em suas reflexões filosóficas pesquisadas em diários, cadernos e cartas. A edição traz mais de 200 reproduções de obras, boa parte delas inédita. Paralelamente ao caminho da artista na história da arte brasileira, o autor revela um questionamento espiritual e intelectual intenso na obra dela, discutindo suas visões sobre arte, teologia, filosofia e cultura. As relações da artista com o I Ching, com o pensamento junguiano ou suas ligações com os freis dominicanos revelam uma Mira pouco conhecida, além de retomar a discussão do vínculo entre arte abstrata e espiritualidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.