Div
Div

Casa de leilões de Hong Kong leiloa 42 obras de Pablo Picasso

Sotheby's coloca à venda peças de todas as fases da carreira do artista

EFE

10 de novembro de 2014 | 18h11

HONG KONG - A filial em Hong Kong da famosa casa de leilões Sotheby's pôs à venda nesta segunda-feira, 10, um total de 42 obras de Pablo Picasso, na primeira sessão na cidade dedicada exclusivamente ao artista espanhol. As peças foram realizadas por Picasso ao longo de toda a sua carreira, desde 1905 até meses antes de seu falecimento, em 1973.

“A coleção é uma prova da habilidade técnica e da criatividade de Picasso ao trabalhar com diferentes formas de arte”, afirmou Mary Bartow, vice-presidente do departamento de impressões da Sotheby's. Para Bartow, que trabalhou durante anos com obras de Picasso, as obras expõem a essência do trabalho do artista ao longo de sua carreira, apresentando temáticas de mulheres, touros e toureiros em quase todas as peças disponíveis.

De fato, a maior parte da coleção é formada por imagens femininas, muitas das quais passaram pela sua vida. Dentre elas, está a obra mais cara colocada à venda, La Femme à la Fenêtre, de 1952, cujo preço inicial para arremate é de U$ 400.000. Os valores base do restante da coleção irão variar entre os 100 e 400 mil dólares, que, segundo Bartow, seriam preços muito acessíveis para as cifras que as obras de Picasso costumam alcançar.

Outra peça importante na coleção é um prato com os contornos de um rosto feito em prata, de 1956. Já dentre as cerâmicas, o maior destaque é Lampe Femme, um jarro no formato do corpo de uma mulher. Para Bartow, esta peça demonstra a sensibilidade e grandiosidade do artista, capaz de fundir os dois elementos com muita delicadeza. Picasso começou a trabalhar com cerâmica apenas no final de sua carreira e produziu cerca de quatro mil peças com o material.

As 42 obras à venda vêm de colecionadores americanos e estarão expostas na Sotheby's até o dia 19 deste mês. “Temos grande confiança de que as peças serão vendidas rapidamente”, afirmou a diretora da casa de leilões à EFE Clarie Cosman. Segundo Cosman, não é fácil encontrar obras de Picasso por esses preços, por isso os colecionadores não vão hesitar em comprar.

Na semana passada, a Sotheby's de Nova Iorque leiloou cerca de cem obras de Picasso, arrecadando um total de 4,6 milhões de dólares. Dentre as 97 peças vendidas, duas atingiram o valor de 500 mil dólares.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
Pablo PicassoSotheby's

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.