Canudos (Diário de uma expedição)

27 de agosto de 1897

Walnice Nogueira Galvão, O Estadao de S.Paulo

06 de junho de 2009 | 00h00

O Coronel Carlos Teles trouxe de Canudos um jagunço adolescente.   Leia a íntegra do texto Chama-se Agostinho - 14 anos, cor exatíssima de bronze; fragílimo e ágil; olhos pardos, sem brilho; cabeça chata e fronte deprimida; lábios finos, incolores, entreabertos num leve sorriso perene, deixando perceber os dentes pequeninos e alvos.Responde com vivacidade e segurança a todas as perguntas.Descreveu nitidamente as figuras preponderantes que rodeiam o Conselheiro e, tanto quanto o pode perceber a sua inteligência infantil, a vida em Canudos.O braço direito do rude evangelista - já o sabíamos - é João Abade, mameluco quase negro - impetuoso, bravo e forte -, de voz retumbante e imperativa; bem vestido sempre. Comandou os fanáticos no combate de Uauá. É o executor supremo das ordens do chefe. (...).Substituía-o, em certas ocasiões, Pajeú, hoje morto, caboclo alto e reforçado, figura desempenada de atleta, incansável e sem par no vencer rapidamente as maiores distâncias, transmitindo ordens, aparecendo em todos os pontos, violento e terrível na batalha (...).Vilanova, comerciante, dono das melhores casas de negócio que constituíam o comércio, riquíssimo e procurando agora uma função predominante.Pedrão, mestiço de porte gigantesco; atrevido e forte. Comandou os fanáticos na travessia admirável de Cocorobó.Macambira, velho rebarbativo e feio; inteligentíssimo e ardiloso. Com surpresa ouvi: Macambira é de uma cobardia imensa; as próprias mulheres não o temem. Ninguém, porém, prepara melhor uma cilada (...).O filho Joaquim Macambira era, pelo contrário, valente; morreu tentando, em assalto audacioso, inutilizar (...) o canhão Krupp-32.Manuel Quadrado, homem tranquilo e inofensivo; curandeiro experimentado, debelando as moléstias mercê de uma farmacopeia rudimentar (...).José Félix, o Taramela, é o guarda do santuário e das igrejas; é quem abre as portas à passagem solene do Conselheiro ou introduz os que o procuram - o apelido sobreveio-lhe desta última função. (...).Quanto a Antônio Conselheiro, ao invés da sordidez imaginada, dá o exemplo de notável asseio nas vestes e no corpo. Ao invés de um rosto esquálido, agravado no aspecto repugnante por uma cabeleira mal tratada onde fervilham vermes, emolduram-lhe a face magra e macerada, longa barba branca, longos cabelos caídos sobre os ombros, corredios e cuidados.Raro abandona o santuário; não faz visitas. Todos, inclusive o João Abade, de aspecto minaz, dirigem-se a ele, descobertos, olhos fixos no chão. Nas raras excursões que faz, envolto na túnica azul inseparável, cobre-se de amplo chapéu de abas largas e caídas, de fitas pretas.O seu domínio é de fato absoluto; não penetra em Canudos um só viajante sem que ele o saiba e permita. As ordens dadas são cumpridas religiosamente. Algumas são crudelíssimas (...).Depois do combate de Uaná (...), propalou-se no arraial que um dos seus habitantes, um certo Mota, havia prevenido a força expedicionária do grande número de inimigos que a aguardavam mais adiante (...). O Conselheiro murmurou uma ordem a Pajeú: no outro dia o traidor e toda a família eram mortos.Tendo sucumbido muitos jagunços naquele combate, algumas viúvas esqueceram-se, cedo (...) dos esposos mortos: amarradas (...) em postes no largo, em frente a toda a população (...), foram rudemente vergastadas por João Abade e, depois, expulsas do arraial.(...)Indaguei sobre a natureza dos trabalhos agrícolas - rudimentares, quase nulos. (...). A criação mais numerosa é a de bodes, em número quase incalculável (...).Depois destas informações interroguei-o sobre questões mais sérias:- De onde provém todo o armamento dos jagunços?A resposta foi pronta. Antes da primeira expedição consistia em espingardas comuns, bacamartes e bestas, destinadas, estas últimas, em cujo meneio são incomparáveis, não perdendo uma seta, à caçada dos mocós velozes e esquivos. Seis ou sete espingardas mais pesadas, de bala - carabinas Comblain, talvez. Depois do encontro de Uaná e das expedições que o sucederam, é que apareceram novas armas, em grande número, no arraial.Os canhões deixados pela coluna Moreira César, cujo manejo não puderam compreender, foram, depois de inutilizados a golpes de alavanca e malhos, atirados num esbarrondadeiro próximo.Terminamos o longo interrogatório inquirindo acerca dos milagres do Conselheiro. Não os conhece, não os viu nunca, nunca ouviu dizer que ele fazia milagres. (...)- Mas o que promete afinal ele aos que morrem?A resposta foi absolutamente inesperada:- Salvar a alma.Estas revelações feitas diante de muitas testemunhas têm para mim um valor inestimável; não mentem, não sofismam e não iludem, naquela cidade, as almas ingênuas dos rudes filhos do sertão. E.C.Nota da Redação: A grafia deste texto foi atualizada segundo as regras do Novo Acordo Ortográfico. Foram preservadas, no entanto, a pontuação e as construções sintáticas originais do autor, a fim de não alterar seu estilo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.