Candeias Junior, autor de Lata d?Água, morre no Rio

Ele, que tinha 85 anos, foi gravado pelos grandes nomes da era de ouro do rádio e entre seus grandes sucessos estão Confete, Sapato de Pobre e Sassaricando

Roberta Pennafort, RIO, O Estadao de S.Paulo

21 de janeiro de 2009 | 00h00

O compositor Candeias Junior, coautor de marchinhas de carnaval clássicas, como Lata d?Água e Sassaricando, morreu anteontem, aos 85 anos, no Rio. Seu corpo foi velado ontem de manhã e cremado à tarde. Candeias Junior tinha um imóvel em Conservatória, na região fluminense do Médio Paraíba, e passou mal quando dirigia seu carro de lá em direção à capital fluminense. A causa da morte seria edema pulmonar.Joaquim Antonio Candeias Junior nasceu em 1923, em Belém (PA). Era violonista autodidata e começou a compor sambas ainda menino. O primeiro foi aos 12 anos, Agora É Tarde. Adulto, foi diretor da Sociedade Brasileira de Administração e Proteção de Direitos Intelectuais, criada em 1962. Antes, na década de 1940, frequentou os corredores da campeã de audiência Rádio Mayrink Veiga, na Praça Mauá, no centro do Rio, responsável por projetar os mais importantes nomes da música brasileira na época. Lá conviveu com músicos com os quais trabalharia.Candeias Junior teve canções gravadas pelas maiores cantoras do rádio: Elizeth Cardoso (É Sempre Assim, em 1951, Palhaço, em 54, e Eu Tô Lá, em 65); Marlene (Sapato de Pobre, no mesmo ano, um grande sucesso; o maior hit, Lata d?Água, em 52; e Twist no Carnaval, em 63); Dircinha Batista (Mamãe, Eu Levei Bomba, em 58) e Emilinha Borba (Mamãe, Eu Vou às Compras, em 59). Já Sassaricando foi gravada pela primeira vez por Virginia Lane, em 1951.Entre seus parceiros, estão Braguinha, Alcyr Pires Vermelho, David Nasser, Luiz Bandeira, Humberto Teixeira, Jackson do Pandeiro e Luis Antonio, talvez o mais constante, com quem compôs suas duas músicas mais conhecidas: o samba Lata d?Água e a marchinha Sassaricando (esta ainda com Oldemar Magalhães, sendo que Candeias assinou com o pseudônimo Jota Junior, o que fez com que, por vezes, não fosse ligado à música).Tanto Candeias Junior quanto Luis Antonio eram militares, como outros colegas compositores de marchinhas (Klecius Caldas, Armando Cavalcanti). Candeias Junior era conhecido por sua personalidade discreta e pela boa forma física e disposição (caminhava na praia mesmo com idade avançada). Não raro era confundido com o compositor portelense Candeia (de Preciso me Encontrar, Filosofia do Samba). Já aos 77 anos, ele lançou, de forma independente, a retrospectiva Candeias Jota Jr. Canta Suas Músicas, em dois volumes. A última homenagem foi em 2002, feita por Marlene, no espetáculo Marleníssima, no Rio. Naquele mesmo ano, ainda lançou o terceiro volume de Candeias Jota Junior Canta Suas Músicas e apresentou-se com Ademilde Fonseca por ocasião de seus 80 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.