Caiu na rede é prato

MELHOR PEIXE E FRUTOS DO MAR

, O Estadao de S.Paulo

02 de dezembro de 2008 | 00h00

A matéria-prima em crescente qualidade e os cuidados redobrados nos tempos de cocção mostraram um grande avanço nesta categoria. Dois pratos concentraram a atenção dos jurados, o bacalhau à lagareiro, do restaurante A Bela Sintra e a merluza negra grelhada com purê de cebola na tinta de lula, do Porto Rubaiyat. Empataram. O desempate ficou para o presidente do júri, que escolheu a exuberante merluza negra. Uma preparação impecável, em técnica e sabor. Onde comerPorto Rubaiyat - R. Leopoldo Couto de Magalhães Jr., 1.142, Itaim-Bibi, 3077-1111. Merluza negra : R$ 85A Bela Sintra - R. Bela Cintra, 2.325, Jd. Paulista, 3891-0740. Bacalhau à lagareiro: R$ 121Fasano - R. Vittorio Fasano, 88, Jd. Paulista, 3062-4000. Atum com limão siciliano: R$ 99Amadeus - R. Haddock Lobo, 807, Jd. Paulista, 3061-2859. Robalo em bobó de camarão: R$ 76Acrópoles - R. da Graça, 364, Bom Retiro, 3223-4386. Polvo ao vinho: R$ 45OS VOTOS DOS COMILÕESANNA ANGOTTI & DEMIAN TAKAHASHI Merluza negra Até agora, só o que sabíamos do peixe era o que estava no prato: textura delicada, gordura que dá sabor sem pesar. Peixe assado no ponto exato, com a carne se soltando em lascas e delicioso creme adocicado de cebola com tinta de lula. E agora? Como ser ecologicamente correto se a notícia sobre a extinção do peixe chegou quando já tínhamos amado o prato?BRAULIO PASMANIKBacalhau à lagareiro Posta bem servida, macia, desmanchando em lascas, cebola, alho, bom azeite, azeitonas verdes, brócolis e batata ao murro. A preparação perfeita .JACQUES TREFOISBacalhau à lagareiroNotável no sabor, com cozimento perfeito, gomos transparentes se desfazendo e ótima guarnição. Excelente azeite português. Gastronomicamente luxuoso e suntuoso. LUIZ AMÉRICO CAMARGOBacalhau à lagareiroEste à lagareiro começa a se destacar na escolha da posta do peixe e se impõe pelo preparo competente. Perfeito ainda não é - carecia de sua gelatina característica e estava tênue em excesso. Mas é muito gostoso.LUIZ HORTA Merluza negraPeixe de carne potente, no ponto, saboroso e com acompanhamento delicioso. Era tão bom que combinou com um tinto elegante da Rioja. Refeição inesquecível. MIGUEL FAZANELLAMerluza negraUma peça úmida em que se destacam os pedaços, como gomos perfeitos, como se houvesse um líquido especial mágico que aparecesse ao se dar cada garfada, de sabor suave, mas característico. Um sonho a se desfazer no palato, devidamente acompanhado da cebola na tinta trazendo um adocicado complemento. Tudo muito leve. Pena que nem sempre o prato esteja disponível.NEIDE RIGOAtum com limão sicilianoSublime, com crosta de ervas, muito crocante e interior macio e morno. O contraste de cores, texturas, sabores e temperaturas dá um encanto especial a este prato. Isso sem falar nos aspargos que vieram tenros, embalados em lardo di Colonnata. Para completar, o molho de limão tinha acidez discreta e um perfume marcante.ATRÍCIA FERRAZBacalhau à lagareiroPosta alta, lascas que se soltam com o garfo, sal equilibrado, acertado toque de alho, o bacalhau estava impecável. O único inconveniente é o preço, R$ 120!ROBERTO SMERALDIAtum com limão sicilianoExcelente atum vermelho, de animal adulto, com corte ventral em seção triangular que realça sua qualidade. Selado no ponto certo. O perfume da casca do limão (que não é siciliano, mas esta é apenas uma maneira de dizer) valoriza, sem agressividade.ROSA MORAES Robalo em bobó A meu ver, o robalo é um peixe que dispensa complementos. Num primeiro momento, achei que o bobó era desnecessário. Mas fiquei alegre ao perceber como um fez bem ao outro. E os dois estavam deliciosos. Foi fácil decidir meu voto neste caso.SILVIO GIANNINIMerluza negraA carne branca, de sabor delicado passou pouquíssimos minutos no calor das brasas. Chegou à mesa com alto teor de umidade, com as lascas se desprendendo em pedaços uniformes. A gordura natural casa bem com o purê de cebolas e tinta de lulas. Um prato caríssimo, mas vale cada lasca.DESEMPATE: ILAN KOW Merluza negraO peixe pouco assado do Porto Rubaiyat, ainda pleno de sabor e de ligações com o mar, venceu o peixe que passou muito tempo nadando no fogão e chegou à mesa um tanto seco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.