Biografia de Hearst contesta Orson Welles

O magnata da imprensa William Randolph Hearst, retratado por Orson Welles em seu mais célebre filme, Cidadão Kane, não foi o demônio que pintou o cineasta, diz sua nova biografia, The Uncrowned King (Counterpoint, 546 págs., US$ 30), de Kenneth Whyte. Criador de um grupo que ainda hoje tem 16 jornais diários, 16 revistas e uma emissora de televisão, Hearst foi reduzido a uma caricatura por Welles, segundo seu biógrafo. Assim como outro biógrafo do empresário, David Nasaw, que lançou há nove anos a biografia The Chief (Houghton Mifflin, US$ 16), Whyte diz que Hearst não incitou tantas guerras como o acusam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.