Biografia conta vida pobre de James Brown

Um ano após a morte do "rei do soul" James Brown, chega às livrarias espanholas a autobiografia do cantor norte-americano, I Fell Good, que denuncia o estado de miséria em que viviam os negros no sul dos EUA durante os anos 1930. Criado em um bairro marginal da Carolina do Sul e abandonado pelos pais, foi adotado por uma tia, que morava num casa freqüentada por alcoólatras, drogados e prostitutas. Engraxate e jornaleiro quando criança, formou sua primeira banda nos anos 1950, mas manteve sempre um comportamento violento, sendo preso várias vezes por consumo de drogas, agressões físicas e porte de armas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.