Bem-estar é prioridade em Chillán

Relaxar no spa ou curtir piscinas de águas aquecidas pelo vulcão são tentações para depois da montanha

O Estadao de S.Paulo

24 de abril de 2008 | 00h00

Se a idéia é esquiar em um lugar com boa infra-estrutura e charme, escolha as Termas de Chillán e relaxe. A cerca de 400 quilômetros ao sul de Santiago, o complexo é cercado pelo Vulcão Chillán. Sua base fica a 1.680 metros de altitude, com pistas não muito radicais, para quem gosta de tranqüilidade ao esquiar. Em compensação, oferece divertidas atividades outdoor e os mais variados tratamentos no spa do Gran Hotel Chillán.Num espaço moderno, cheiroso e cheio de vida, você encontra o que há de melhor em matéria de tratamentos para o corpo e para a mente no spa. Basta se entregar a sessões de reiki, shiatsu, aromaterapia, lamaterapia, saunas seca e molhada, jacuzzi com águas sulfurosas e limpeza de pele. Você vai sair de lá mais leve e aquela sensação gostosa não vai sair da sua cabeça.A piscina do hotel, que oferece atendimento para lá de personalizado, é abastecida pelas águas termais vindas do vulcão, com temperatura bem próxima dos 40 graus. Ela tem um pequeno túnel que leva à área externa. Faça a travessia no fim da tarde e experimente a sensação de estar dentro da piscina quentinha cercada pela neve com temperatura bem abaixo de zero.Além do Gran Hotel, há o Pirigallo, que deixa um pouco a desejar no quesito charme. Se a intenção é economizar tem ainda o Pirimahuida, cujo inconveniente é a distância: fica em Las Trancas, a 8 quilômetros do complexo. Há, ainda, um condomínio com apartamentos para alugar.PRIMEIRA VIAGEMNas pistas, um ponto a favor dos esquiadores de primeira viagem: a escola de esqui tem professores pacientes que dão aulas particulares e coletivas de esqui ou snowboard.O complexo conta com 29 pistas, somando quase 50 km. Uma delas, a Três Marias, tem 11 km e não é difícil. A mais nova é a El Golf, ideal para os praticantes de nível médio. Há nove meios de elevação para aproveitar os 10 mil hectares de área esquiável - consta que é a maior do Cone Sul em uma só estação de esqui. Os mais experientes deslizam por pistas em que só se chega de helicóptero. De lá, eles descem pelas encostas de neve virgem.Uma vez por semana, os visitantes do complexo podem assistir, e participar, da descida noturna dos profissionais da escola de esqui. Cada um traz uma tocha na mão e o movimento do alto da montanha vira um espetáculo à parte.Tem até passeio de trenó. Sim, você será arrastado por aqueles lindos cachorros da raça alaskan malamute ou, se preferir, fará uma trilha pelo bosque a bordo de um snowmobil, a moto de neve. Para garantir uma massagem na volta, faça reserva antes.À noite, comece com um jantar mais elaborado no Montañes ou informal no Club House, que se transforma em balada. Dá até para arriscar a sorte no cassino.ESTRUTURAAltitude base: 1.680 metrosNúmero de pistas: 29Meios de elevação: 9Máquina de neve: nãoSnowboard: simHeliski: sim

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.