Beija-Flor de Nilópolis

Dom. (22) p/ 2ª (23), entre 1h20 e 2h20

, O Estadao de S.Paulo

12 de fevereiro de 2009 | 00h00

Enredo: ?No chuveiro da alegria, quem banha o corpo lava a alma na folia!?Ficha técnica: 4.000 componentes, 56 alas, 8 carros alegóricos.Colocação em 2008: campeã.História: A Beija-Flor de Nilópolis nasceu nas comemorações do Natal de 1948. Seu nome é inspirado no Rancho Beija-Flor, que existia em Marquês de Valença. Em 1953, o Bloco Associação Carnavalesca Beija-Flor, vitorioso no bairro, foi inscrito como escola no concurso oficial de 1954, no segundo grupo. No seu primeiro desfile, foi campeã e passou para o Grupo 1, de onde saiu em 1963 e só retornou 11 anos depois. Coleciona 11 títulos.Fique atento: Para contar a história do banho, as águas vão ser a base do desfile idealizado pelos carnavalescos Alexandre Louzada, Fran-Sérgio, Laíla e Ubiratan Silva. Serão mais de 7 mil litros na avenida. O setor dos Micro-organismos vai relembrar os tempos em que essa prática era proibida. Para recriar esse cenário encardido, serão utilizadas centenas de garrafas PET.LETRA DO SAMBA?No chuveiro da alegria, quem banha o corpo lava a alma na folia!?Águas do tempoFonte da vida, purificaçãoNo azul da fantasia mergulheiNas ondas da emoçãoLá no Egito começou o hábito de se banharUm ritual de prazer que conquistou a realezaNo Oriente imperou e os males da mente expulsouNas ervas o aroma renovou, nas termas a luxúria e o vaporChega a Idade das Trevas, o corpo se fecha, o sonho acabouE o que dava prazer virou pecado, o banho foi excomungadoAs águas rolaramAs mentes lavaram, clareou!O índio ensinou, o banho voltouE o mundo se purificouRenasce a esperança, toda corte é perfumadaA sujeira é disfarçada até que um francês descobriuCorpo limpo, corpo são, o banho evoluiuBanho de chuva, banho de cheiro oi...Banho de felicidade, banho de gato, amorRelaxa e dá calor de verdade, banho de lua ou de solNa cachoeira ou no mar, Odoyá, IemanjáOxum! A deusa do encanto, estende o seu mantoAos orixás, a nossa fé, quem banha o corpo, lava a almaE toma um banho de axé!No chuveiro da alegriaSalve! As águas de Oxalá, embala eu, babáFeito um rio de magia que deságua luxo e corBanhando o povo vem a Beija-FlorAutores: Tom Tom, Marcelo Guimarães, Lopita, Jorge Augusto e Veni VieiraIntérprete: Neguinho da Beija-Flor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.