Filippo Monteforte / AFP
Filippo Monteforte / AFP

Banksy: Justiça francesa condena oito homens pelo roubo de obra do artista de rua

Trabalho foi feito para homenagear as vítimas dos ataques jihadistas de novembro de 2015 em Paris

AFP, Redação

23 de junho de 2022 | 18h49

A justiça francesa condenou nesta quinta-feira, 23, oito homens a até dois anos de prisão pelo roubo em 2019 de uma obra de Banksy, que homenageou as vítimas dos ataques jihadistas de novembro de 2015 em Paris

A imagem de uma jovem triste ficava na porta casa de shows Bataclan, um dos locais do ataque.  

Um dos três indivíduos que admitiram o roubo foi condenado a quatro anos de prisão e os outros dois a três anos de prisão. Os três homens, que têm cerca de 30 anos, poderão cumprir a pena com tornozeleira eletrônica.

Outro homem de 41 anos, que a acusação considerou como mandante, foi condenado a três anos de prisão e mais 20 meses de uso de tornozeleira eletrônica, por esconder a porta. 

 

Os fatos ocorreram em 26 de janeiro de 2019. Três homens mascarados cortaram as dobradiças com ferramentas elétricas acionadas por um gerador e, em menos de 10 minutos, saíram com a obra.

Os investigadores conseguiram encontrar a porta em uma fazenda em Sant'Omero, no centro da Itália, em 10 de junho de 2020. 

A justiça impôs 10 meses de prisão a três homens por participarem do transporte da obra. O único italiano julgado - os restantes são franceses - foi condenado a seis meses de prisão com pena suspensa, por guardar o Banksy em um hotel na Itália.

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Banksyartes plásticasroubo de arte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.