''Banda selvagem, concerto insano''

É como Alison Mosshart, do Kills, resume a performance no supergrupo Dead Weather, que integra ao lado de Jack White

Entrevista com

Jotabê Medeiros, O Estadao de S.Paulo

07 de setembro de 2009 | 00h00

file://imagem/93/kills.jpg:1.93.12.2009-09-07.1

Alison Mosshart entrou de sola no Clube do Bolinha de Jack White. A cantora da banda de eletropunk The Kills colocou o guitarrista na bateria e tomou o microfone no novíssimo supergrupo Dead Weather, e a verdade é que todo mundo está adorando.

Alison está desde 2000 na banda The Kills, na verdade uma dupla que ela formou com o guitarrista e baterista Jamie Hince, também conhecido como Hotel. Mas, agora, também está no mais badalado grupo de ocasião.

Ela conta que, em setembro do ano passado, estava em turnê com The Kills e dividia a cena com o pessoal do grupo Raconteurs, com Jack White à frente. Começaram a curtir a vida juntos nas horas de ócio. "Quando terminou, foi triste ter de dizer tchau", ela conta, falando ao Estado por telefone na semana passada. Mas Jack White, amigo de Alison desde 2003, resolveu a parada: chamou todo mundo para ir a Nashville, Tennessee, onde possui o estúdio Third Man Records. Em fevereiro, estavam todos reunidos. Juntou-se a eles o guitarrista do Queens of Stone Age, Dean Fertita.

"Eu não conhecia o Dean muito bem. Mas éramos fãs das bandas uns dos outros antes de sermos uma banda. Não tínhamos em mente essa história de supergrupo, era só uma diversão", lembra a cantora. Brincaram de fazer música, tocaram e acabaram gravando um disco inteiro em clima de jam session - Horehound (lançamento Sony).

O álbum rapidamente caiu nas bocadas, e Jack White resolveu que seriam um grupo all stars, batizado como Dead Weather. Saíram em turnê com as músicas do disco. "Não é assustador. Nós nos comunicamos bem uns com os outros. Acho Jack brilhante, e gosto da velocidade e da natureza das canções que compusemos", afirmou. "São só quatro pessoas no palco, uma alimentando a outra. Os shows têm sido fantásticos."

"É uma banda selvagem, o show é insano. Espero que esteja me levando para coisas diferentes das que eu fazia, me empurrando para outros territórios." Segundo Alison, sua canção preferida no palco é a "sombria" New Pony, cover de Bob Dylan, que ela nunca tinha ouvido. "Jack é quem escolheu", diz ela, acrescentando que não é verdade que se digladiou com o guitarrista/baterista pela liderança do grupo. Tudo intriga.

Ainda assim, Alison adverte: não está abandonando o Kills pelo Dead Weather. "O Kills vai gravar um novo disco, logo estaremos em estúdio gravando", anuncia. The Kills esteve no Brasil em 2005, no festival Campari Rock, fazendo show na Fábrica Lapa (outros grupos naquele festival eram o MC5 e Optimo DJ). "Gostei de São Paulo. Tem uma arquitetura muito interessante." Promessa de Alison: trazer o Dead Weather para a América Latina. "Temos muita vontade. Mas acho que, se rolar, só para o ano que vem."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.