Autores franceses e brasileiros em livro e no palco

Newton Moreno e Michel Vinaver unidos pela arte em noite de leitura e autógrafos

Beth Néspoli, O Estadao de S.Paulo

24 de junho de 2009 | 00h00

Chega a ser difícil de acreditar que A Procura de Emprego, de Michel Vinaver, tenha sido escrita em 1970 tal a atualidade de sua temática - a extrema pressão no mundo do trabalho e o esgarçamento dos vínculos familiares e coletivos - e de sua forma: as frases não têm pontuação nenhuma, uma vírgula sequer em todo o texto, e são ditas por quatro personagens em diálogos simultâneos no palco, ainda que tenham se dado em tempos e lugares distintos.Um pai de família de classe média desempregado fala, alternadamente, ora numa entrevista para emprego, ora à sua mulher, ora à sua filha, que também lhe falam e entre si. O espectador vai armando aos poucos esse quebra-cabeça a partir do qual o autor traça um panorama da sociedade contemporânea e seus conflitos. A Procura de Emprego abre hoje no Centro Cultural Banco do Brasil a 8ª edição de Dramaturgias, projeto idealizado por Neusa Andrade que agrega diretores, atores e pesquisadores para leituras públicas de peças seguidas de debate. Não raro, textos teatrais lidos ali chegaram ao grande público, na forma de espetáculos, a partir da boa receptividade nesse evento.Dramaturgias, que terá agora uma 1ª edição no Rio, nesta sua 8ª edição paulistana se integra às comemorações do Ano da França no Brasil e traz ao palco autores franceses contemporâneos, com curadoria do adido cultural da França Philippe Ariagno.É bem conhecida a dificuldade de se publicar peças, literatura criada não para a leitura solitária, mas para o palco. Por isso, não é pequeno o valor da coleção Palco Sur Scène, que vem publicando peças de autores brasileiros e franceses em volumes bilíngues - em francês e português - editados com zelo, em boas traduções. Daí, o palco do CCBB une hoje dois projetos de grande mérito: Dramaturgias e um lançamento da coleção Palco Sur Scène, A Procura de Emprego.Jean-Luc Lagarce, Bosco Brasil, Philippe Minyana e Newton Moreno são os autores já publicados. Moreno autografa hoje à noite o livro que reúne as peças de sua autoria, Agreste, Body Art e A Refeição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.