Ator Walter Breda escolhe papel para celebrar jubileu

Ele comemora 50 anos de carreira com montagem de inédito de Vera Karam

Beth Néspoli, O Estadao de S.Paulo

14 Novembro 2008 | 00h00

Sabe ali onde os rios Capibaribe e Beberibe se juntam para formar o Oceano Atlântico? Assim falam os modestos pernambucanos e foi ali por perto desse delta, na cidade do Recife, que o ator Walter Breda estreou há 50 anos. Sua mãe era atriz de radionovela na Rádio Jornal do Comércio. Precisaram de uma voz infantil numa das histórias. Breda tinha dez anos. Nunca mais deixou de atuar.Depois de sua impressionante atuação em O Ensaio, montagem do Tapa, ele se une à também talentosa atriz Renata Zanetha na estréia hoje da peça O Casal ou Por que Você Não Disse Que me Amava?. Foi iniciativa sua levar ao palco o texto da gaúcha Vera Karam (1959-2003), que conheceu há 13 anos. "Pedi a ela um inédito", conta Breda. Foi atendido pouco antes da morte da autora e agora a peça estréia, no Sesc Pinheiros, sob direção de Roney Facchini."Vamos fazer um ciclo de leituras de seus textos", diz Breda. O Casal aborda aquele tipo de relação cujo vínculo é um sintoma, resultado de doenças que se complementam. Na peça é um casamento, mas poderia ocorrer o mesmo entra dois amigos, de qualquer sexo. "O que me atrai especialmente é a qualidade dos diálogos: rápidos, cortantes, reflexo de uma visão crítica muito aguçada da Vera sobre as relações humanas e de seu humor sardônico do qual gosto muito", comenta Breda.Experiência para avaliar qualidade de texto não falta a esse ator nascido no dia 25 de dezembro, em pleno Natal de 1948. Quatro anos após o início precoce na rádio, ele ingressava na Televisão Jornal do Comércio, no Recife. Antes de mudar para São Paulo já tinha atuado em dois filmes, entre eles Faustão, o Cangaceiro do Rei, de Eduardo Coutinho. Agora já são doze no currículo - Hotel Atlântico, de Suzana Amaral, ainda nem chegou às telas -, sem contar as dezenas de peças, sob direção de grandes nomes como Flávio Rangel, Luiz Antonio Martinez Corrêa, Fernando Peixoto, Guarnieri, Márcio Aurélio e Eduardo Tolentino. Um jubileu que merece ser comemorado. ServiçoO Casal... Sesc Pinheiros (101 lugares). R. Paes Leme, 195, 3095-9400. 6.ª, 21h; sáb., 19h30. R$ 12. Até 14/12

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.