As primeiras impressões do autor

ENSAIO: "Vi um ensaio no início, ainda um rascunho, o texto de adaptação ainda nem estava terminado, mas já gostei. Vi outro ensaio ontem (segunda) e foi muito emocionante. Havia umas pessoas que não conheço, convidados da equipe, e a empatia com o espectador foi muito forte, a presença dos atores, a voz. É porque tenho pele de cobra, senão teria ficado muito emocionado. Sou muito cerebral quando escrevo." ADAPTAÇÃO: "O Jucca Rodrigues fez recortes significativos e acertou no texto. Ele manteve o narrador, não sei se foi decisão dele ou do Roberto Lage, mas é muito legal essa idéia de manter o narrador que conta a história e também participa, interage. E respeitou a temporalidade do romance, que começa pelo fim, como a peça, com aquela cena meio fantasmagórica da Zana procurando os mortos." PERDAS E GANHOS: "A literatura tem uma dimensão sensorial e por isso a leitura tende ao infinito, se desdobra, é muito diferente para cada leitor. A palavra escrita tem mais recursos para trazer os cheiros do mercado, do Porto, a paisagem da Amazônia, de Manaus, isso é mais difícil de transportar para a cena. Mas o teatro tem a presença física dos atores. Por exemplo, Halim, o patriarca, se ilumina no palco, se transfigura. Essa pode ser uma das invejas dos romancistas. Ele revolve conflitos interiores, mas a imaginação dos leitores é que vai dizer se são verdadeiros ou falsos. Já o teatro traz a sensação corpórea do que está acontecendo. O espectador é um cúmplice direto, imediato, ele está na presença do personagem, corpo e alma juntos, isso é bonito."JOGO CÊNICO: "Há o tempo todo essa passagem da narrativa para a ação e também para o lírico. Há momentos de remanso, picos de dramaticidade, de lirismo e até mesmo algum humor eles conseguiram. Procuro não comparar com o romance, abstrair. São duas linguagens diferentes. Impossível transportar tudo para o palco. Mas acho que a adaptação cênica filtrou a essência do romance."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.