As Faces Lírica e Cômica de Um Autor

FICÇÃO À CARIOCA: Nascido Eddy Dias Cruz em 6 de janeiro de 1907, no Rio, Marques Rebelo adotou o pseudônimo com o qual se consagrou por soar melhor que o nome de batismo e para se livrar da ferocidade dos críticos. Autor do clássico A Estrela Sobe (1939), adaptado para o cinema por Bruno Barreto em 1974, Rebelo produziu uma obra de temática marcadamente social. Tradutor, ele tinha um estilo que oscilava entre o lirismo e a comicidade. Ao estrear com Oscarina (1931), volume de contos, recebeu boa acolhida de, entre outros, Manuel Bandeira, Mário de Andrade, Octavio de Faria. Dois dos seus admiradores atuais são Aguinaldo Silva e Luiz Ruffato. Seus textos literários e jornalísticos registram as transformações da vida carioca entre os anos 1930 e 1960. Em 1964, elegeu-se para a Academia Brasileira de Letras. Morreu em 26 de agosto de 1973.

, O Estadao de S.Paulo

13 de junho de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.