As duplas vocais que são cheias de graça

Carlinhos Vergueiro e Ruy Faria homenageiam o canto a duas vozes de hoje a domingo, no Teatro Fecap

Francisco Quinteiro Pires, O Estadao de S.Paulo

05 de junho de 2008 | 00h00

As duplas vocais são parte fundamental da formação da música popular brasileira. Ex-MPB4, o compositor Ruy Faria nutria velha admiração pelas composições cantadas por duas vozes. A admiração se tornou um projeto, o CD Só Pra Chatear, quando encontrou o parceiro - de futebol - e compositor Carlinhos Vergueiro. ''Eu nunca tinha atuado em dupla'', diz Carlinhos. Apesar do receio inicial, os ensaios compensaram a falta de experiência. O resultado são quatro shows, de hoje a domingo no Teatro Fecap, em que o resgate de antigas duplas, como Francisco Alves e Mário Reis, se mistura à narração de casos bem-humoradas. Como lembra Carlinhos, na história da música do País não existem só duplas sertanejas.Embora tenha aqui e ali uma canção romântica, como Meu Primeiro Amor (Hermínio Gimenez, José Fortuna e Pinheirinho Júnior) - consagrada no canto de Cascatinha e Inhana -, o repertório é conduzido por letras permeadas de bom humor.Gravado no Teatro Rival (RJ) em 2004, O CD Só Pra Chatear, que também dá nome às apresentações, sempre às 21 h, exceto no domingo, às 19 h, recebeu esse nome por conta da música homônima de Príncipe Pretinho (José Luís da Costa), consagrada pela dupla Zé e Zilda (Zé da Zilda e Zilda do Zé). Na letra, um homem em primeira pessoa conta como fez para aborrecer - e de propósito - a mulher amada/apaixonada.As outras duplas homenageadas são Joel e Gaúcho, Luís Barbosa e João Petra, Jackson do Pandeiro e Almira, Jonjoca e Castro Barbosa, Pena Branca e Xavantinho, Toquinho e Vinicius de Moraes.Com o auxílio de Cristina Buarque, de Chico Buarque e de Cynara (Quarteto em Cy), Carlinhos Vergueiro e Ruy Faria montaram o repertório. Incluíram alguns achados: Seja Breve (Noel Rosa); Sou Jogador (Luís Barbosa); e Kalu (Humberto Teixeira). Comparecem as composições de Lupicínio Rodrigues (Felicidade), Ismael Silva, Francisco Alves e Nilton Bastos (Se Você Jurar), Sílvio da Silva Júnior e Aldir Blanc (Amigo É Pra Essas Coisas), Chico Buarque (Injuriado, Deixe a Menina e Samba do Grande Amor), Geraldo Pereira e Nelson Trigueiro (Sem Compromisso).Os arranjos das apresentações são os mesmos do CD, baseados nos originais. Carlinhos Vergueiro e Ruy Faria serão acompanhados por André Estrella (violão e vocais), Francisco Faria (bandolim, cavaco e vocais), João Faria (baixo e vocais) e João Cortez (bateria).Serviço Ruy Faria e Carlinhos Vergueiro. Teatro Fecap (400 lugs.). Av. Liberdade, 532, 3188-4149. 5.ª a sáb., 21 h; dom., 19 h. R$ 20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.