Aprendizado para uma cidade festeira

Habitantes envolvidos com música, como Galvão e Benito, aprovam evento

Lauro Lisboa Garcia, O Estadao de S.Paulo

27 de novembro de 2007 | 00h00

A 1ª Semana da Canção Brasileira teve 100% de aprovação da população de São Luiz do Paraitinga. Quem afirma é o secretário de Cultura da cidade, Galvão Frade. Compositor, ''''calmo, mas sempre agitando'''', como disse Paulo Tatit, Galvão também realiza o já tradicional festival de marchinhas carnavalescas. ''''São Luiz tem eventos o ano inteiro, mas nunca houve nada como esta semana'''', elogia Galvão. ''''Para nós que vivemos aqui foi um grande aprendizado em termos de produção.'''' Galvão também elogiou a organização, a qualidade artística e técnica do evento, com bom som em todos os palcos.Bruno Ferreira, que trabalha com arte-educação, qualificou o evento como um misto ''''do profissionalismo do Sesc com o espírito da Flip'''', a festa literária de Paraty. ''''Há muito tempo esperávamos por isso.'''' O carnavalesco e artista plástico Benito Campos, que confeccionou os troféus do festival, espera que a repercussão do evento reverta para a produção de cultura local. ''''Temos um núcleo de música interessante e é importante que essa Semana da Canção seja realizada aqui. Isso provocou até ciúme de outras cidades'''', orgulhava-se.Mesmo habituada a respirar música, com diversos eventos que atraem turistas e simpatizantes, Paraitinga viveu dias de atividades intensas e, conforme disse Benito, provavelmente entraria ontem em clima de Quarta-Feira de Cinzas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.