Ano de crise, mas com grifes e jóias

Exuberância das estrelas no tapete vermelho foi mantida na cerimônia de ontem no Kodak Theatre, em Los Angeles

Patricia Villalba, O Estadao de S.Paulo

23 de fevereiro de 2009 | 00h00

Crise? Só se for no resto do planeta, porque não há tempo ruim no pequeno cosmos que desfilou ontem no tapete vermelho do Kodak Theatre, em Los Angeles. Ao contrário das previsões de palpiteiros pessimistas, as divas do cinema desfilaram modelos ainda mais glamurosos do que no ano passado e, mais notável ainda, as jóias mais escandalosas dos últimos tempos. O lema parecia ser aquele das moças bonitas e espertas: "A coisa está ruim? Ponha um belo vestido, passe um batom e vá à luta!"Ruiva de pele alvíssima, Amy Adams estava deslumbrante num Carolina Herrera de cetim vermelho -tem coisa mais linda do que ruiva de vermelho? -, com um corpete recortado e saia ampla. Para completar, a jóia que mais chamou a atenção na noite: um colar enorme, de esmeraldas, safiras e rubis. Muitos diziam que a austeridade dos tempos difícieis traria o preto à cerimônia, mas nada disso. Houve muito vermelho e, de novo, muitos tons pastéis (nude, off-white e todos aqueles tons que mal se distinguem entre si). Como Amy, mas menos feliz, a modelo e apresentadora Heidi Klum também investiu num modelo vermelho, confuso, um origami em forma de vestido de Roland Mouret - e brincos realmente pesados, mais umas mil pulseiras de diamantes e rubis. E por falar em papel e vermelho, Amanda Seyfried (de Mamma Mia!), errou feio ao aparecer como um embrulho de presente, laçarote enorme na cintura arrematando uma prega que mais parecia aquela gracinha que a gente faz com o papel quando quer valorizar o pacote. Não há um ano, aliás, em que alguma atriz não esteja disposta a ostentar um laço enorme na festa.Na entrada da cerimônia, ao lado do maridão Mathew Broderick, Sarah Jessica Parker, informava aos repórteres a cor do seu Dior Old Culture: "É menta." Pois bem. Menta, com detalhes em prateado, e uma saia ampla de tule, muito tule - um vestido bem à moda dos modelos que ela usou na última temporada de Sex And The City. Bonito, mas um tanto jovial demais, um tanto "look formatura".No ano em que a primeira-dama americana Michele Obama virou referência de elegância, as atrizes negras indicadas - Viola Davis e Teraji Henson - brilharam. Radiante, Teraji fazia piadas sobre o fato de ter sido mãe de Brad Pitt, em O Curioso Caso de Benjamin Button, vestindo um elegante Roberto Cavalli nude, tomara-que-caia, valorizado por um imenso colar de diamantes. Mais discreto, mas também de muito bom gosto, era o modelo dourado de Viola, drapeado no centro e com decote arrematado por uma jóia no busto, da marca Reem Akra.Desde que se livrou da pecha de "princesa da Disney", Anne Hathaway segue impecável no caminho de ícone da moda. Na festa de ontem, pôs mais um tijolo nesse castelo, com um invejável Armani Privé branco, corpete cheio de cristais e rabo de sereia com paetês enormes. Lindo, um dos mais bonitos da noite. Penélope Cruz mostrou que não tem muita criatividade ao escolher um vestido rosa desmaiado, quase da mesma cor do incrível Versace que usou em 2007. Mas que ela contou sobre o vestido - um off-white tomara-que-caia de saia em cascata de chifon, que tem 60 anos de idade e estava esperando por uma grande oportunidade de sair do armário - é a desculpa perfeita.O preto ficou um pouco de lado, usado com elegância por Diane Lane, num justíssimo tomara-que-caia, ou como arma para disfarçar o que só a balança sabe, caso de Beyoncé. Foi a cor escolhida por Angelina Jolie, covardia. Com cara de poucos amigos, ela cruzou o tapete vermelho discreta, ombros à mostra num Elie Saab.Nada discreto, o ruidoso Mickey Rourke escolheu um traje branco, com camisa preta por baixo, de Gaultier, para provar que quem pode pode mesmo. No pescoço, um colar com a foto de Loki, seu chihuahua que morreu na semana passada, aos 18 anos, e perdeu a chance estar mais uma vez no tapete vermelho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.