SERGIO CASTRO/ESTADÃO
SERGIO CASTRO/ESTADÃO

Angelo Oswaldo deixa Ibram para assumir cargo em Minas Gerais

Museólogo era presidente do Instituto Brasileiro de Museus desde julho de 2013

O Estado de S. Paulo

25 Dezembro 2014 | 19h24

Desde julho de 2013 como presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), o museólogo Angelo Oswaldo deixará a instituição no dia 31 para assumir a Secretaria de Estado da Cultura de Minas Gerais no próximo dia 1º. 

Oswaldo foi convidado pelo governador eleito, Fernando Pimentel. Ele era cotado para ser ministro da Cultura, mas disse ao jornal O Globo que não tinha sido de fato convidado pela presidente Dilma Rousseff. Oswaldo já foi secretário de Cultura de MG. 

O seu sucessor no Ibram só será anunciado após o novo ministro da Cultura assumir. Nota da Assessoria de Comunicação do Ibram, divulgada ontem, reproduz e-mail de Oswaldo enviado aos servidores. Ele se diz “feliz” pelo saldo positivo e pondera que a gestão foi “pautada pelo diálogo e harmonia”. Para Oswaldo, o Ibram, criado em 2009, “é um projeto em andamento, muito recente e rico em possibilidades de êxito”, caso se saiba “vencer as amarras e alcançar metas que desenham uma política pública de museus”. E conclui: “Conservação de museus é uma coisa, conservadorismo de atitudes é outra. Sejamos ousados, busquemos inovar e crescer com todos os museus brasileiros”.

Mais conteúdo sobre:
Artes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.