, O Estadao de S.Paulo

05 de setembro de 2009 | 00h00

Um dia maravilhoso lá fora e você mofando neste quarto, minha filha? Todas as meninas da sua idade estão por aí, vivendo saudavelmente as suas vidas, e você, que é a mais linda de todas, fica aqui vegetando no meio dessa bagunça, e ketchup em cima da cama também já é demais, não acha não? Eu sei que é sábado. Dia de dormir até mais tarde. E você quer aproveitar o feriadão. Mas, exatamente porque é sábado e você precisa aproveitar o feriadão, você devia sair, arejar, dar uma caminhada, ver pessoas, você vai terminar com fobia social, e todo mundo tem que tomar um pouco de sol, com muito protetor solar, é claro, se não quiser ficar carente de vitamina D, Deus me livre, já pensou? Eu sei que você já sabe disso, que eu já falei mil vezes, juro que é a última vez que eu falo, pronto, parei, mas é que dá até um aperto no coração a gente ver a própria filha desperdiçar a juventude enfiada num cubículo com um computador na frente. Vou preparar uma vitamina de banana pro meu bebê ficar forte e... Sanduíche de presunto é embutido, minha filha, uma verdadeira desgraça para o organismo, e é por isso que você vive gripada, porque fica se entupindo com uma porcaria atrás da outra, é macarrão instantâneo o dia inteiro, valor nutritivo zero, e ainda vai engordar horrores, depois não diga que eu não avisei. Está bom. Avisei, sim. Mais de mil vezes. Eu sou praticamente um quadro de avisos, não deixo você aprender as coisas por conta própria porque não paro de falar, mas como é que você vai aprender as coisas por conta própria se você não faz nada direito e eu tenho que dizer, coisa por coisa, o que é que você tem que fazer? Não levanta assim de repente que você vai ver tudo preto. Respira, dá uma espreguiçada, e vai levantando aos pouquinhos que a mamãe vai buscar o protetor solar, aliás, os protetores solares, porque tem que ser de fator 60 no rosto e de 30 no corpo, mas se não espalhar direito vai ficar toda manchada quando tiver a minha idade, sem falar nos radicais livres, e é por isso que eu falo que a vitamina D... Tudo bem, esquece a vitamina D. A mamãe também não quer ser uma pessoa obsessiva, nem controladora, e você já está quase uma moça, praticamente uma mulher feita que precisa assumir as responsabilidades da sua saúde, do seu futuro, dos seus radicais livres, e da sua aparência. Por falar nisso, já viu como a Júlia, filha da Sandra, desabrochou? Logo a Júlia que era tão sem gracinha. Mas também tem que se levar em conta que aquela menina tem uma força de vontade impressionante, diz que ela está fazendo um estágio não sei onde, acorda cedíssimo, pega o metrô e ainda faz luta chinesa. Ou é japonesa? Só sei que é ótimo para... Eu não estou comparando você com a Júlia, filha da Sandra, você é muito melhor do que todas as filhas de todas as minhas amigas, você é dona de um potencial extraordinário, e é justamente por isso que eu reconheço que às vezes fico batendo na mesma tecla, afinal não posso assistir calada ao meu bebezinho, que mal saiu do berço, desperdiçar toda essa beleza, inteligência e talento que Deus lhe deu... Eu sei que a vida é sua, mas eu não tenho culpa se você não cuida dela como deveria, e ninguém no mundo quer mais o seu bem do que eu, por que é que você acha que eu estou com essa dor no pescoço e essa úlcera que ainda vai acabar comigo? É tudo por você. Não que eu esteja chamando você de úlcera ou muito menos insinuando que você vai acabar comigo, de jeito nenhum, você é tudo que importa na minha vida. E é por isso mesmo que eu vou fazer a sua vitamina, buscar o protetor solar e ligar pra Sandra avisando que você vai passar lá pra convidar a Júlia pra dar uma volta no parque...

Esqueci de dar bom dia?

Bom dia, meu amor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.