A sombra do vampiro no cultuado Nosferatu de Murnau

Você poderá ver primeiro o remake de Werner Herzog, com Klaus Kinski e Isabelle Adjani, às 16h10 no Telecine Cult. Depois, no mesmo canal de cults da TV paga, às 18h05, a versão de Elias Mehrige sobre a filmagem do clássico de Friedrich Wilhelm Murnau, de 1919 - a tese de A Sombra do Vampiro é a de que o ator principal do filme estava mais próximo da essência do sugador de sangue do que pensava o grande diretor, interpretado por John Malkovich. Finalmente, às 19h45, chega o próprio Nosferatu de Murnau, também no Telecine Cult.Considerado um dos clássicos deflagradores do movimento expressionista, Nosferatu não deixa de ser uma livre adaptação de Drácula, embora Murnau não possuísse os direitos do romance de Bram Stoker e tivesse que disfarçar. Mas a essência é a mesma - agente imobiliário vai à Transilvânia, no século 19, e descobre que o estranho Conde Orlock, que o hospeda, é, na verdade, um vampiro. Os signos de destruição que ele comanda incluem uma praga de ratos. Mais do que expressionista, Murnau é considerado um mestre do realismo psicológico, o chamado ?kammerspiel?. O ator Max Shreck é impressionante como Orlock, mas afinal, como sustenta A Sombra do Vampiro, ele era o próprio Nosferatu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.