Quiroga, E-MAIL: astro@o-quiroga.com, O Estadao de S.Paulo

02 de janeiro de 2008 | 00h00

Data estelar: Marte e Plutão estão em oposição, Vênus e Saturno em quadratura; a Lua míngua em Escorpião.Enquanto isso, aqui na nave Terra tudo que nossa humanidade precisa é de flexibilidade, de modo que os dogmas que segue cegamente não a atrapalhem quando novas fórmulas forem apresentadas. Nossa humanidade não deve esquecer que a cultura não é uma entidade separada de sua existência, e que o espírito que a originou foi o de propiciar que a maior parte das pessoas tivesse a mínima possibilidade de escolher a forma com que prosperaria e seria feliz. Quando a cultura deixa de cumprir esta função, precisa ser destruída e substituída por outra, e é isto mesmo que acontece atualmente. A profundidade deste acontecimento ainda escapa à consciência da maioria, mas pode ser percebida nos detalhes e sinais. A reinvenção da cultura está em pleno andamento.ÁRIES 21-3 a 20-4Faz tempo que o mundo humano confunde a teoria com a prática, tendo decidido ficar com a primeira, dando o dito pelo feito. Porém, assim anda tudo, com a propaganda fazendo milhões enquanto a prática fica sempre aquém das expectativas.TOURO 21-4 a 20-5Você já sabe perfeitamente que é inútil tentar resgatar qualquer coisa ou relacionamento do passado, e que o assunto é tocar a bola para frente, renovando-se o máximo possível todos os dias do ano que começa agora e de todos os outros também.GÊMEOS 21-5 a 20-6Renuncie a todas as discussões, deixe-as passar em branco, e se para isso for necessário você fingir que deu o braço a torcer, melhor será passar por uma alma perdedora do que teimar em ganhar o que de toda forma resultaria em derrota.CÂNCER 21-6 a 21-7O melhor que pode ser feito com essa tensão que teima em ficar próxima é você arregaçar as mangas e dizer adeus ao descanso, dedicando-se a quaisquer tarefas domésticas que a necessidade colocar em seu caminho. Trabalhar!LEÃO 22-7 a 22-8O clima é tenso, ninguém relaxa à altura do festejo. É que há assuntos que não se foram com o ano que morreu recentemente, permanecem vivos e ressurgem imediatamente após a temporada oficial de celebrações.VIRGEM 23-8 a 22-9Pegue todas as promessas e palavras que as pessoas empenharam e reduza-as ao mínimo comum denominador, que é quase nada. Acostume-se a fazer este exercício, de modo que, no futuro, você não espere à toa por causa de promessas quebradas.LIBRA 23-9 a 22-10A onda de preocupações não se dobra aos festejos de ano-novo, as pessoas logo retomam este velho hábito como se nada pudesse desintegrá-lo. Seja você uma das raras almas que se despreocupa quando todo mundo anda no sentido contrário.ESCORPIÃO 23-10 a 21-11Aparentemente, o problema todo giraria em torno do dinheiro. Porém, no fundo o dinheiro é apenas um pretexto para tirar a atenção das verdades mais profundas que precisariam ser discutidas. Cedo ou tarde, estas virão à tona.SAGITÁRIO 22-11 a 21-12Entre uma coisa e outra, discussão vai, briga vem, uma parte mostra as armas, a outra atira, no fim todo mundo sai perdendo, ninguém ganha, o que deixa qualquer vitória possível com gosto amargo de derrota. Vale a pena continuar assim?CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1Você não deve assumir culpa de absolutamente nada, pois este sentimento tem um único e exclusivo destino, escravizar você. Uma coisa é assumir responsabilidades, e fazer o necessário para consertar os erros, outra diferente é sentir culpa.AQUÁRIO 21-1 a 19-2Ninguém, em seu são juízo, abriria mão da satisfação de seus desejos particulares. No máximo é possível protelar esta satisfação, mas renunciar? Só os sábios elevados e grandes iniciados seriam capazes desta façanha.PEIXES 20-2 a 20-3Os tumultos e perturbações são incômodos, mas sua alma vislumbra uma utilidade nesses, que é a de obrigar todo mundo envolvido a se adaptar a circunstâncias diferentes. Neste jogo não ganham os mais fortes, mas os flexíveis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.