A paixão do torcedor, no foco de sete fotógrafos

A força da paixão por um time sempre foi evidente no Brasil. Torcedor, livro lançado pela Editora Textual, traz registros desse sentimento considerado inexplicável, feitos por sete fotógrafos brasileiros. Dessa vez, as câmeras não se voltaram para o jogo, mas para a torcida, e captaram expressões de alegria, tensão, tristeza, êxtase, expectativa. Com textos em português e em inglês,Torcedor é um livro sobre o "efeito da bola rolando no espectador, na retina e nos nervos de cada um e no coração da torcida, aquela massa com vida e personalidades próprias", como descreve, no prefácio, Luis Fernando Verissimo, célebre colorado autor de Internacional: Autobiografia de uma Paixão. "Pode ser uma pelada em terra batida entre os Valores da Zona e o Arranca Rabo F.C.. Se houver um torcedor, há imagens a serem captadas", continua. Atrás dessas imagens, os fotógrafos Walter Firmo, Alaor Filho, Egberto Nogueira, Evandro Teixeira, Kitty Paranaguá, Mirian Fichtner e Rogério Reis estiveram em estádios de São Paulo, Rio de Janeiro e outros, durante partidas dos principais times do País - e, pela primeira vez, deram as costas para o campo de futebol. Foram mais de cinco mil fotos, sendo que 120 (em preto e branco) entraram na seleção: instantâneos da concentração absoluta ao acompanhar o desenrolar de uma jogada, à explosão no momento do gol e à decepção profunda quando o placar se vira contra o seu time. Enrolados em bandeiras e vestindo suas cores, homens de todas as idades, mulheres e crianças foram clicados sob estados de espírito bem diferentes, rindo, chorando, urrando, rezando, se contorcendo, pulando, de mãos dadas - o curioso é que as transformações se dão em questão de poucos segundos, como se pode ver nas fotos em seqüência.A escritora Carol Saavedra escreveu sobre esse "turbilhão" sob a perspectiva feminina (a presença das mulheres é cada vez mais constante nas arquibancadas de todo o País). A publicação foi idealizada pelo Première Futebol Clube, canal da Globosat cuja programação é inteiramente dedicada ao futebol.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.