A notícia pelo celular

Serviço propõe download de resumos

Cristina Padiglione, O Estadao de S.Paulo

13 de abril de 2009 | 00h00

A chegada dos telejornais da Globo à telinha do celular é fator que só depende de negociação entre o departamento comercial da emissora e operadoras de telefonia móvel. Segundo o diretor da Central Globo de Jornalismo (CGJ), Carlos Henrique Schroder, a área está pronta para inaugurar o serviço.A ideia é oferecer ao consumidor breves resumos de cada noticiário, por meio de download, sempre com uma apresentação de seu titular especialmente gravada para a ocasião. Sandra Annenberg, por exemplo, aparece para dizer algo como "É o Jornal Hoje no seu celular".JN, 40 anosNovas mídias à parte, um dos principais focos da CGJ para este ano está no aniversário de 40 anos do Jornal Nacional, em setembro. Primeiro programa a ser transmitido em rede nacional no Brasil, o noticiário terá direito a novo cenário - uma simulação gráfica da bancada foi apresentada à imprensa na semana passada, quando a Globo anunciou os rumos da casa para 2009, mas a reforma no JN promete ir além da fachada. Até lá, o JN endossa a proposta, já em vigor, de incentivar o telespectador a sugerir reportagens via internet.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.