A história de uma órfã em uma terra devastada

Nada foi escrito em 1944, quando a espanhola Carmen Laforet tinha 23 anos. Ganhador da primeira edição do Prêmio Nadal (1944), este livro se tornou uma das principais obras espanholas do século 20. Este romance contém uma história narrada por Andrea, uma jovem órfã que se transfere para a casa da avó em Barcelona, onde pretende iniciar um curso de letras na universidade local. O cenário que ela encontra é devastador - a Guerra Civil Espanhola terminara havia pouco. Empobrecidos, os familiares habitam um casarão decadente e discutem pelas razões mais mesquinhas. Na universidade, Andrea tem de lidar com segredos e falsas amizades. O diálogo entre esses dois mundos é dramático.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.