A ética da vida que é realizada em conjunto

Uma das maiores autoridades contemporâneas nos estudos sobre moral, o rabino Jonathan Sacks propõe a ética da responsabilidade, um conceito característico do judaísmo, compreendida como sendo uma vida realizada em conjunto, em oposição à crença estimulada, de que a única fonte de significado é a satisfação das necessidades individuais, o que é um engano. Ela estabelece que o bem só existe quando compartilhado. Segundo Sacks, se o indivíduo recebe a liberdade como dádiva, é dele o dever de honrar e engrandecer a liberdade dos outros. Falando de Sigmund Freud, de Karl Marx e da Torá, Sacks expõe a dimensão do seu comprometimento com a condição humana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.