A era da desinformação

Astral

Quiroga, E-MAIL: astro@o-quiroga.com, O Estadao de S.Paulo

27 Agosto 2008 | 00h00

Data estelar: Mercúrio e Plutão em quadratura; A Lua míngua no signo de Câncer. Enquanto isso, aqui na Terra a suposta Era da informação é, na prática, o momento em que nossa humanidade sofre com a maior desinformação possível, não porque a verdade esteja indisponível, muito pelo contrário, ela está exposta e óbvia, mas é justamente por isso que sua assimilação depende de as pessoas decidirem aceitá-la. Contudo, como nossa humanidade é massacrada cotidianamente com obrigações fúteis, agregando-se a isso a inércia que a preguiça provoca, tem-se como resultado que a imensa maioria prefere uma mentira digerível do que uma verdade que congestione. Isso significa empurrar o problema com a barriga, pois a mentira é doce na boca, mas amarga no ventre, provoca problemas maiores que terão de ser solucionados num futuro, que não está mais distante. ÁRIES 21-3 a 20-4 Toda a expansão que vem por aí será celebrada como vitória, desde que você tenha aproveitado o tempo atual para se organizar para o tranco que a expansão trouxer consigo. Por isso, não tema arregaçar as mangas e continuar organizando tudo. TOURO 21-4 a 20-5 Certos obstáculos precisam ser superados antes de a realização tornar-se concreta. Por isso, as perturbações atuais são sinais de bem-aventurança, pois sem essas você sequer perceberia o que precisa ser superado. GÊMEOS 21-5 a 20-6 Os compromissos assumidos terão de ser honrados, em nome de futuras realizações. Ainda que você veja nesses obstáculos para as aventuras desejadas, melhor será honrar os compromissos antes de mais nada. Depois, a aventura! CÂNCER 21-6 a 21-7 Você vai conseguir atingir seu objetivo, com certeza. Resta saber quanto vai custar essa vitória, quanto sua alma sacrificará em nome dela. Tais questões são importantes, pois estabelecem a diferença entre a vitória doce e a amarga. LEÃO 22-7 a 22-8 Quando suas certezas virarem dúvidas, porque sua alma já não deposita nelas tanta fé como outrora, então terá chegada a hora de transformar-se, a oportunidade de fazer luzir talentos que ainda não tenham sido explorados devidamente. VIRGEM 23-8 a 22-9 Inúmeras críticas são endereçadas a você, o que complica bastante a situação. Porém, pense assim: você também exerce o poder da crítica e, quando o faz, tem por intenção a melhoria da situação, não é? Agora acontece o mesmo, só que do outro lado. LIBRA 23-9 a 22-10 O fato de você não ter podido pôr panos quentes em nenhum dos problemas que se apresentaram obrigou sua alma a desenvolver soluções inusitadas e, com elas, também houve a necessidade de fazer reflexões profundas. Esse é o ganho. ESCORPIÃO 23-10 a 21-11 Nunca perca de vista sua alma, isto é, ainda que persiga interesses materiais, e que isso seja algo sensato, nunca deixe de atender aos valores subjetivos, aqueles que se manifestam para você como pressentimentos. SAGITÁRIO 22-11 a 21-12 Elevar-se acima das condições limitantes do passado significa, também, abrir a perspectiva para uma reestruturação de ordem familiar, dado que esse grupo faz parte do passado também. Uma coisa leva à outra, sempre! CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1 De fato, se você quiser atingir o nível de realização que a ambição desenha, terá de se preparar para mudanças estruturais bastante radicais, pois o jeito de viver que foi assumido até aqui não serviria no futuro grandioso que é desejado. AQUÁRIO 21-1 a 19-2 É temerário tomar atitudes para conferir na prática se as suas suspeitas são reais ou não. Porém, não seria menos arriscado permanecer com a mente tomada por suspeitas. Por isso, prefira a prática, pois pelo menos esta libertará sua alma. PEIXES 20-2 a 20-3 Circule, pois ainda que estar em contato com inúmeras pessoas faça você sentir vontade de retornar ao seu canto preferido, esse pequeno estresse será preferível a você perder a oportunidade de relacionar-se melhor com outros humanos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.