A defesa da fé cristã feita pelo polêmico escritor inglês

OrtodoxiaG.K. ChestertonMundo Cristão264 págs., R$ 19,90A obra-prima de G.K. Chesterton ganha uma edição comemorativa de 100 anos, com tradução de Almiro Pisetta. O filósofo inglês aborda em Ortodoxia os pilares da fé cristã num momento em que na Europa o cristianismo sofria questionamentos feitos por pensadores como Freud, Bernard Shaw, Nietzsche. Ele põe em xeque o materialismo, o comunismo e o relativismo. Chesterton (1874-1936) faz neste livro uma autobiografia espiritual, em que o núcleo da crença cristã se apresenta como um arcabouço suficiente para conferir sentido à existência humana. As obras do ensaísta inglês deixaram marcas em Ernest Hemingway, Jorge Luis Borges e Graham Greene, entre outros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.