A 2.ª Guerra no Pacífico do ponto de vista dos japoneses

Clint Eastwood é o homem. Ele dirige The Changeling, batizado como A Troca no Brasil. Ontem, o filme valeu a Angelina Jolie uma indicação para o Globo de Ouro de melhor atriz, que será entregue em 11 de janeiro. Angelina provavelmente repetirá a indicação para o Oscar, por seu papel como a mãe que luta para recuperar o filho seqüestrado durante a depressão econômica nos EUA dos anos 30.Do próprio Clint, você poderá (re)ver hoje na TV paga, às 23h15 no canal PRI, o forte e vigoroso Cartas de Iwo Jima. É a segunda parte do díptico que o grande diretor dedicou à 2ª Guerra no Pacífico, focalizando-a do ângulo dos norte-americanos em A Conquista da Honra e no dos japoneses, justamente no cartaz de hoje da TV paga. O grande Ken Watanabe, que já brilhara em O Último Samurai, de Edward Zwick, faz o oficial cujas cartas - dele e de seus comandados - são recuperadas muitos anos depois dos fatos retratados por Clint.A Troca estréia no comecinho de janeiro, pegando carona na indicação para o Globo, ou nas indicações que conseguirá para o Oscar. Mas já existe outro filme de Clint com cartazes nos cinemas da cidade. É Gran Torino, que ele dirige e interpreta, e deve estrear mais adiante.

Luiz Carlos Merten, O Estadao de S.Paulo

12 de dezembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.