20 longas para ver ao ar livre até dia 7, no Jockey do Rio

Rede de Mentiras, Max Paine, Queime Depois de Ler, Rebobine, por Favor, Um Homem Bom e Entre Lençóis são algumas das pré-estréias do Claro Cine, cinema ao ar livre instalado no Jockey Club do Rio até 7 de dezembro. São 20 longas programados com 26 atrações musicais, entre shows e apresentações de DJs. O telão, suíço de 282 m² (altura de um prédio de quatro andares), é um "equipamento absolutamente único", nas palavras de Renato Byington, produtor do Claro Cine desde quando ele se chamava Vivo Open Air (o festival nasceu em 2002 e não foi realizado em 2006 e 2007). A Claro não confirma se o evento será realizado em São Paulo. Além das pré-estréias (Quarentena, Appaloosa - Uma Cidade Sem Lei, Bustin? Down the Door), estão programados o clássico dos anos 60 Roberto Carlos em Ritmo de Aventura, o documentário musical Shine a Light, sobre os Rolling Stones, e animações infantis, como Ratatouille e Kung Fu Panda. "São filmes que se beneficiam do sistema; renascem quando vistos em tela grande", diz Byington. Os produtores procuraram combinar atrações musicais e filmes. Dia 4, por exemplo, quando será exibido o filme de Roberto Carlos, haverá show de Lafayette e Seus Tremendões. Dia 6, depois do brasileiro Estômago, cantam as sambistas Teresa Cristina e Ana Costa. Outras atrações: Wilson das Neves e Marcelo D2 (dia 25), Brasov, Wando e Pepeu Gomes (dia 26). Todas as noites terminam com festa comandada por um DJ.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.