As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Sem Allen, novamente

Ubiratan Brasil

25 Fevereiro 2012 | 13h46

Uma notícia que parece velha: Woody Allen não subirá ao palco do Kodak Theatre para receber o Oscar de melhor roteiro original por Meia-Noite em Paris, caso confirme seu favoritismo. A informação foi passada pela irmã do diretor, Letty Aronso, que também é uma das produtoras do filme. Ela reforçou a falta de vontade de Allen com premiações e disse que não vai receber o prêmio em seu lugar, mesmo tendo vindo a Los Angeles. “Provavelmente, quem estiver apresentando vai dizer que o Oscar será encaminhado a ele”, disse Letty à agência EFE.

Se Allen vencer, será um prêmio merecido, pois Meia-Noite é um de seus mais bem acabados filmes, não apenas entre os longas recentes mas em toda sua carreira. Também é um de seus maiores sucessos. Mas é difícil aceitar uma derrota do roteiro de A Separação. O longa iraniano tem uma dramaturgia exemplar, capaz de surpreender o espectador a cada instante, mesmo contando uma história aparentemente banal.

Se o Oscar fosse realmente justo (quantas vezes alguém já não disse isso?), o prêmio de roteiro original teria de ser dividido.