As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Musical ‘O Rei Leão’ se despede de São Paulo

Ubiratan Brasil

16 Dezembro 2014 | 12h14

O musical ‘O Rei Leão’ se despediu de São Paulo no domingo, dia 13, com duas apresentações que lotaram o Teatro Renault. Ao término da última sessão, o elenco se emocionou com o final da temporada, que somou 662 apresentações vistas por aproximadamente 850 mil pessoas.

Foram 21 meses de temporada, período que o tornou o segundo musical com mais tempo em cartaz em São Paulo, perdendo apenas para ‘O Fantasma da Ópera’, que ocupou o então Teatro Abril entre abril de 2005 e abril de 2007, atraindo 880 mil espectadores.

“Foi muito gratificante e motivo de extremo orgulho para a T4F ver o reconhecimento e carinho de cada pessoa que passou pelo nosso Teatro nos últimos 21 meses”, comenta Stephanie Mayorkis, Diretora de Conteúdo  da Time For Fun, produtora do espetáculo.

‘O Rei Leão’ é até hoje o musical mais visto do mundo e segue em cartaz há 17 anos na Broadway. Inspirado na animação dos estúdios Disney, o espetáculo deve muito à concepção da diretora Julie Taymor, que assumiu a criação dos figurinos, das máscaras e dos objetos manipuláveis.   E, para cada personagem, desenvolveu linhas e traços que o identificassem diante do público.

Entre as ousadias da diretora, está a preservação de canções africanas no idioma zulu – especialmente a que abre O Rei Leão, quando um desfile de todos os animais (engenhosamente manipulados pelos atores) termina no palco, culminando com a apresentação do pequeno Simba aos súditos.

A história é fiel à trama da animação e conta a trajetória de Simba, pequeno leãozinho filho de Mufasa, que governa a floresta. Seu nascimento desperta a ira de Scar, irmão do rei, pois diminuem suas chances de assumir a coroa. Assim, bem ao estilo Hamlet, Scar mata Mufasa e acusa Simba de permitir a morte do pai. O rapaz é obrigado a fugir do reino e amadurece a distância, até chegar o momento de voltar e retomar o poder.

Foi a maior produção musical já realizada no Brasil, com participação de atores estrangeiros: do total de 57, oito eram sul-africanos, pois o espetáculo possui diversas músicas no idioma zulu. De quebra, as canções foram traduzidas por Gilberto Gil.

Na segunda-feira, dia 14, a produção de ‘O Rei Leão’ divulgou um vídeo em que todos os envolvidos no espetáculo (atores, músicos, técnicos, assessores) formam um imenso jogral para cantar ‘O Círculo da Vida’, canção símbolo da produção. Uma bela despedida à altura da produção brasileira. ‘O Rei Leão’ segue agora para o México.