As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Globo de Ouro

Ubiratan Brasil

14 de janeiro de 2011 | 14h17

Começa, no domingo, a temporada das grandes premiações do cinema americano com a entrega do Globo de Ouro. Trata-se da escolha feita pelos correspondentes estrangeiros de Hollywood, uma associação que se tornou poderosa graças à própria indústria, que fomenta a divulgação de seus trabalhos mundo afora.

Confesso que nunca apostei nos premiados do Globo como uma prévia do Oscar. A começar pelo fato de o Globo ter categorias para drama e outras para comédia ou musical. Só isso já abre um leque muito grande, premiando quem talvez não fosse merecedor. Já se comprovou que os escolhidos pelos sindicatos (diretores, atores tec.) são sim os mais prováveis vencedores do Oscar justamente porque são os mesmos eleitores.

Mesmo assim, a cerimônia do Globo é muito divertida e praticamente segue o mesmo padrão do Oscar: longa, variada e cheia de surpresas. Não vi todos os concorrentes, mas vou dar meus palpites aqui:

FILME / DRAMA: Os analistas estão divididos entre A Origem e A Rede Social. São dois filmes com temática adulta, o que foge um pouco do padrão atual, mais direcionado aos jovens. Entre os dois, fico A Rede Social porque é ligeiramente mais compreensível.

FILME / COMÉDIA OU MUSICAL: As opções não são grande coisa: Alice no País das Maravilhas decepcionou; Red – Aposentados e Perigosos é chato; não vi Burlesque e O Turista mas, a julgar pelos trailers, não oferecem nada. Assim, por falta de opção, fico com Minhas Mães e Meu Pai.

ATOR: Na categoria drama, Colin Firth, por O Discurso do Rei, parece imbatível. Já os que concorrem em musical/comédia, vou apostar em Johnny Depp por Alice no País das Maravilhas, embora acredite que Paul Giamatti, em Barney’s Version, esteja melho.

ATRIZ: Natalie Portman é a favorita e deve vencer por Cisne Negro na categoria drama. Na de musical/comédia, Annette Benning (Minhas Mães e Meu Pai) leva vantagem,não só por esse trabalho mas pela carreira – eles adoram homenagear veteranos em vida…

DIRETOR: Seguindo a lógica do filme/drama, a briga deve ficar entre Christopher Nolan (A Origem) e David Fincher (A Rede Social). Fico com esse último, para manter a coerência.

Aguardo palpites de vocês.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.