As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Eleições americanas em livros

Ubiratan Brasil

15 de janeiro de 2012 | 17h33

Acabo de terminar um livro sensacional. Não se trata de um lançamento, mas, por conta do teor de seu conteúdo, continua atualíssimo. Trata-se de Virada no Jogo, dos repórteres americanos John Heilemann e Mark Halperin, lançado aqui pela brava e destemida editora carioca Intrínseca. O livro é fruto de um sem número de entrevistas que possibilitaram a dupla reconstituir a trajetória de Barack Obama desde o momento em que decidiu concorrer às prévias do Partido Democrata, passando pela sua vitória diante de Hilary Clinton e terminando com sua eleição a presidente da república.

O livro tornou-se atual pois, no momento, acompanhamos trajetória semelhante, mas no Partido Republicano, uma vez que Obama já é o candidato natural dos democratas à reeleição. Nos EUA, o sistema eleitoral para eleger um presidente é diferente do nosso, pois os dois únicos partidos existentes passam por uma série de mini eleições nos Estados (as primárias) até que o primeiro a conquistar um certo número de delegados ganha a condição de candidato do partido à presidência.

Em Virada de Jogo, percebe-se que Hilary Clinton (e boa parte da mídia americana) tinha uma certeza absoluta que seria eleita candidata, não apenas por seu passado político mas principalmente por conta de seu marido, um dos presidentes mais populares dos EUA. Ninguém contava, claro, com a astúcia e inteligência de Obama, que soube capitalizar um momento crucial da história americana (a eleição aconteceu em 2008, ano em que a crise econômica atingia seu auge) para se transformar no elemento diferencial, aquele sujeito que saberia arrumar a casa.

Heilemann e Halperin recontam a história toda da briga entre Obama e Hilary pela condição de candidato democrata com riqueza de detalhes, tornando a leitura compulsiva. Mesmo sabendo como a história termina, é impossível não ficar hipnotizado pela escrita da dupla. O melhor é que, segundo anuncia a Intrínseca, eles vêm preparando uma nova obra, agora sobre a briga entre os republicanos para ver quem tem cacife de derrotar Obama. A disputa está apenas começando (só duas primárias aconteceram) e, por enquanto, o almofadinha Mitt Romney vem ganhando. A Intrínseca garante já ter os direitos desse livro que ainda nem foi publicado. Uma ótima notícia.

Como complemento, fica a sugestão de ver no cinema o filme Tudo pelo Poder, que trata dos bastidores da campanha de um candidato a candidato à presidência americana. Ali também estão os jogos retóricos que fomentam essa imensa máquina que é a disputa para o cargo máximo dos EUA. Um filme imperdível.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.