Deborah Colker ensaia o musical ‘O Frenético Dancin’ Days’, que tem elenco definido
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Deborah Colker ensaia o musical ‘O Frenético Dancin’ Days’, que tem elenco definido

Ubiratan Brasil

06 Julho 2018 | 16h05

A referência a Dancin’ Days faz lembrar a telenovela de grande sucesso, escrita por Gilberto Braga e exibida pela Globo entre 1978 e 79. O ritmo da discoteca inspirava a trama capitaneada por Sonia Braga, mas, além do filme Os Embalos de Sábado à Noite, a novela fazia referência à Frenetic Dancing ‘Days Discotheque, discoteca fundada em 1976, por Nelson Motta, no Rio de Janeiro. É justamente esse espaço que inspira O Frenético Dancin’ Days, musical que vai contar como fervia a noite carioca naqueles dias.

Deborah Colker comanda ensaio do musical. Foto Vanessa Campanari

Escrito por Nelson Motta e Patrícia Andrade, o musical estreia no dia 24 de agosto no Teatro Bradesco Rio. A peça marca a estreia da coreógrafa e bailarina Deborah Colker na direção de um espetáculo teatral – ela também assina a coreografia ao lado de Jacqueline Motta. A função dela será recriar a noite carioca que fervia nos anos 70, quando a casa foi criada para inaugurar também o Shopping da Gávea. A cena disco estava explodindo em Nova York, mas ainda não tinha acontecido no Brasil. O Dancin’ Days foi inaugurado em 5 de agosto de 1976 e marcou a chegada da discoteca no país. Lady Zu, Banda Black in Rio, Tim Maia, a pista da boate fervia. Na casa, se apresentaram nomes como Rita Lee (ainda com o Tutti-Frutti), Raul Seixas, Gilberto Gil.
Mas o que realmente tornou a casa em um lugar clássico foi se tornar o palco do lançamento das Frenéticas. Contratadas inicialmente como garçonetes, elas também faziam uma breve apresentação durante a madrugada. O sucesso foi imediato: Leiloca, Sandra Pera, Lidoca, Edyr, Dhu Moraes e Regina Chaves logo abandonaram as bandejas e assumiram os holofotes. Elas foram o primeiro grupo contratado da multinacional Warner, que estava aportando no Brasil. O país inteiro cantou Dancin’ Days, Perigosa, O Preto que Satisfaz, entre tantas outras.

Musical estreia no final de agosto. Foto Vanessa Campanari

O musical se concentra nas pessoas que frequentaram e tornaram a Dancin’ Days em um lugar marcante. São 17 atores e sete bailarinos, escolhidos por meio de audições, à exceção de Stella Miranda, uma das mais importantes atrizes de musicais do país, que foi convidada especialmente para o projeto. Além de Stella, que interpreta Dona Dayse, o elenco é formado por: Ariane Souza (Madalena), Bruno Fraga (Nelson Motta), Cadu Fávero (Djalma), Franco Kuster (Léo Netto), Gabriel Manita (Tony Manero/Inácio/Catarino), Karine Barros (coro/stand in feminino), Larissa Venturini (Scarlet), Natasha Jascalevich (Bárbara), além das Frenéticas: Carol Rangel (Edyr de Castro), Ester Freitas (Dhu Moraes), Ingrid Gaigher (Lidoca), Julia Gorman (Regina Chaves), Larissa Carneiro (Leiloca) e Ludmila Brandão (Sandra Pêra).
Deborah Colker contará com uma equipe formada por Gringo Cardia (cenários), Maneco Quinderé (designer de luz) e Alexandre Elias (direção musical).
Confira a ficha técnica:
Texto – Nelson Motta e Patrícia Andrade
Direção geral – Deborah Colker
Direção Musical – Alexandre Elias
Coreografia – Deborah Colker e Jacqueline Motta
Cenário – Gringo Cardia
Designer de luz – Maneco Quinderé
Visagismo – Max Weber
Produção geral – Joana Motta
Direção de Produção – Renata Costa Pereira e Edgard Jordão
Produção Executiva – Vanessa Campanari
Realização – Irmãs Motta e Opus
*
SERVIÇO:
Estreia: 24 de agosto (sexta)
Horários: Sextas: 21h, Sábados: 17h e 21h, Domingos: 18h
Teatro Bradesco Rio – Avenida das Américas, 3900 – Shopping VillageMall – Barra da Tijuca – Rio
Ingressos de R$ 75 a R$ 160. À venda a partir de 6 de julho