Academia decide sobre polêmica de Nobel de Literatura na sexta-feira
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Academia decide sobre polêmica de Nobel de Literatura na sexta-feira

Ubiratan Brasil

02 Maio 2018 | 20h47

A Academia Sueca anunciará na próxima sexta-feira,4, se adiará a atribuição do Prêmio Nobel de Literatura 2018, declarou sua diretora administrativa, em meio à crise desencadeada pela relação deste prêmio com um indivíduo acusado de agressões sexuais.

Quando perguntada se a Academia anunciaria na sexta-feira se haverá ou não um laureado de Literatura este ano, Louise Hedberg indicou à rádio sueca: “Sim, é verdade. Não haverá uma conferência de imprensa, mas enviaremos um comunicado”.

Sara Danius, ex-secretária da Academia Sueca. Foto Claudio Bresciani/AP

Tal comunicado de imprensa será publicado “o quanto antes”, após uma reunião dos membros da Academia, acrescentou.

Contatada pela AFP, Hedberg não estava disponível para comentar o assunto.

Em novembro passado, 18 mulheres acusaram uma conhecida personalidade da cultura francesa, com quem a prestigiosa instituição tinha vínculos estreitos, de violência e/ou assédio sexual.

Diante das circunstâncias, sete de um total de 18 membros renunciaram, incluindo a secretária permanente, Sara Danius.

Estes 18 membros estão designados de forma vitalícia e não podem renunciar, mas podem optar por não participar de suas reuniões e decisões.

Este escândalo provocou especulações nos meios de comunicação sobre o destino do prêmio de Literatura, que foi entregue no ano passado ao autor britânico-japonês Kazuo Ishiguro, e em 2016 ao cantor e compositor americano Bob Dylan.

O rei da Suécia, Carlos XVI Gustavo, que é o principal responsável da Academia fundada em 1786, concordou em modificar os estatutos para permitir que os membros renunciem e sejam substituídos, assegurando assim a sobrevivência desta instituição. /Agência France Presse

Mais conteúdo sobre:

#nobel#nobelprize#nobel literatura