Wayward Pines começa bem, mas cai na vala comum
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Wayward Pines começa bem, mas cai na vala comum

Pelo que foi dito nas revistas especializadas, é bem pouco provável que a Fox produza uma segunda temporada

Pedro Venceslau

05 Agosto 2015 | 15h36

wayward2

(Contém spoiler)

Quando a Fox exibiu, em maio, o primeiro episódio de Wayward Pines, o entusiasmo tomou conta dos críticos e fanáticos por séries. Alguns se apressaram em classificar a atração como “o novo Lost” enquanto outros enxergaram elementos de Twin Peaks na trama assinada pelo cultuado cineasta M. Night Shyamalan, o mesmo de “O Sexto Sentido” (1999) e “A Vila” (2004). A história parecia mesmo promissora.

No papel do agente do serviço secreto Ethan Burke, o bom e velho Matt Dillon é encarregado de investigar o desaparecimento de dois colegas na idílica Wayward Pines, uma cidade misteriosa perdida no meio do Estado de Idaho. Depois de sofrer um acidente de carro, ele acorda assustado no hospital do município e começa a descobrir que o lugar esconde algum grande mistério.

As pessoas são felizes demais, o barulho dos grilos sai de um artefato sonoro instalado entre os arbustos, o dinheiro local é escandalosamente falsificado e o contato com o mundo exterior se mostra inviável. Tudo foi caminhando bem até o quinto capítulo, quando o mistério foi revelado de uma só vez e sem misericórdia.

A humanidade foi dizimada, o planeta tomado por zumbi e o lugarejo é, na verdade, uma fortaleza que representa o último reduto da raça humana.

Na metade final da série, Wayward Pines caiu na vala comum das séries pós – apocalípticas. Apesar de mais criativa do que outros exemplares do gênero, como a fraca Under the Dome e a previsível The Last Ship, a série de M. Night Shyamalan descamba para (mais um) confronto entre zumbis (aqui chamados de Aberras) e humanos saudáveis.

Pelo que foi dito nas revistas especializadas, é bem pouco provável que a Fox produza uma segunda temporada. Mas se isso acontecer, a série seguirá em frente com poucas possibilidades além do confronto direto e das conspirações internas.

Sem o mistério, sobra pouco para se visitar em Wayward Pines.

 

Mais conteúdo sobre:

foxwayward pines