As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Turturro justifica a imersão em The Night Of

Enquanto todos falavam de Stranger Things, o HBO exibiu, sem muita repercussão, um dos melhores dramas policiais dos últimos tempos.

Pedro Venceslau

29 de agosto de 2016 | 14h13

Impossível não pensar em como seria o desempenho de James Gandolfini, o astro de Sopranos, no papel do excêntrico advogado Jack Stone na série The Night Of, que terminou ontem (domingo) no HBO.

Não fosse um ataque cardíaco fulminante em 2013, o papel seria dele. Mas foi John Turturro quem assumiu a missão. E o seu desempenho já justifica a imersão nos oito capítulos, que estão disponíveis no NET Now.

O ator de Faça a Coisa Certa (1989), Ajuste Final (1990) e Amante a Domicílio (2014) surge com um advogado de porta de cadeia mal vestido, alérgico e solitário que vaga por delegacias de madrugada em busca de clientes.

Stone é um personagem símbolo dos subterrâneos da justiça norte-americana. Seus clientes são prostitutas, viciados e bandidos de terceiro escalão que quase sempre têm culpa no cartório.

Por um preço fixo, ele cumpre o ritual do direito de defesa. E assim leva uma vida confortável. Mas Jack Stone é retirado de sua zona de conforto ao encontrar um cliente que parece inocente, apesar de todos os indícios contrários.

O jovem Nasir “Naz” Khan é o fio condutor da trama. Americano descendente de paquistaneses e com aparência de bom moço, ele desce ao inferno quando decide pegar escondido o táxi do pai para ir em uma festa.

No caminho se envolve com a bela Andrea. Depois de uma noite regada a álcool e drogas, Naz acorda com um ressaca oceânica e encontra a moça morta. O primeiro capítulo torna a série um caminho sem volta.

Os demais mostram a transformação lenta e gradual do jovem em um marginal enquanto seu advogado tenta desconstruir a sólida tese da acusação.

A grande verdade é quem nem ele sabe dizer se foi culpado. O desfecho deixa a porta aberta para uma segunda temporada.

A série tem um pouco de American Crime Story, mas também de True Detective.

Enquanto todos falavam de Stranger Things, o HBO exibiu, sem muita repercussão, um dos melhores dramas policiais dos últimos tempos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: