Mr Robot causa dependência logo nas primeiras cenas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mr Robot causa dependência logo nas primeiras cenas

Mesmo sem abusar do árido repertório dos manuais de informática, a série nos faz acreditar que é possível melhorar o mundo derrubando o sistema

Pedro Venceslau

15 Outubro 2015 | 17h42

robot3

Tratado como um subgênero desde a década de 90, quando os computadores entraram em cena, o ciberterrorismo rendeu bons longas como A Rede, A Senha: Swordfish e Quebra de Sigilo – além, é claro, do grande clássico da categoria, Matrix.

Quem passa apressado pelo resumo da sinopse da série Mr Robot,  que deve estrear em novembro no Brasil no canal Space, fica com a impressão de que se trata de mais do mesmo: um  jovem engenheiro de segurança se une a um grupo de hackers para desestruturar o sistema financeiro mundial.

Parece, mas não é.  Logo nas primeiras cenas do episódio piloto a série mostra sua força dramática e política.  O protagonista, o especialista em cibersegurança Elliot Alderson, é depressivo, paranoico e sofre de uma solidão tão profunda que só pode ser amenizada com morfina, que ele toma em doses cuidadosamente preparadas para aliviar sem causar dependência.

Durante o dia nosso herói é um sujeito tímido e competente, mas à noite se transforma. E, enquanto luta contra seus fantasmas, faz justiça com o próprio mouse. Elliot é também um anarquista revoltado que detestas as redes sociais – “elas só fingem que promovem intimidade” – mas mergulha nelas sempre que precisa desconstruir algo ou alguém.

A história decola de vez quando o protagonista conhece um hacker anarquista misterioso chamado apenas de Mr. Robot, que é interpretado por ninguém  menos que Christian Slater. Juntos eles colocam em prática o plano de destruir, ou pelo menos desestruturar, o sistema financeiro mundial.

Mesmo sem abusar do árido repertório dos manuais de informática, a série nos faz acreditar que sim, é possível melhorar o mundo derrubando o sistema. Exibida nos Estados Unidos entre os dias 24 de junho e 2 de setembro, Mr Robot é daquelas séries que causam severa dependência nas primeiras cenas.