As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

MasterChef Brasil e o feitiço do tempo

Na seleção dos piores momentos, que é extensa, vimos a Ana Paula Padrão imitando o lado poeta do Pedro Bial, edições toscas tipo Big Brother, tapete vermelho, chegada em carro de luxo e familiares aos prantos. A comida ficou em terceiro plano

Pedro Venceslau

17 Setembro 2015 | 16h04

master cheg braisl

A Band abusou da paciência do público na grande final do MasterChef Brasil.  Ao contrário do que ocorre nos demais programas da franquia ao redor do mundo, na versão brasileira a comida foi um detalhe quase irrelevante.  Pior: tinha ketchup na receita. Na seleção dos piores momentos, que é extensa, vimos a Ana Paula Padrão imitando o lado poeta do Pedro Bial, edições toscas imitando o Big Brother, tapete vermelho, chegada em carro de luxo e familiares aos prantos.

Em um determinado momento, ouvimos a competidora Aritana Maroni, filha do empresário Oscar Maroni, dono da boate “Bahamas”, dizer que, depois do programa, decidiu investir na gastronomia porque não quer trabalhar na área da família.

Lembrou um pouco o Big Brother.

A premiação foi anunciada umas cem vezes. E em todas elas era meio constrangedor ouvir o prêmio do segundo colocado: R$ 300 para gastar no Carrefour. Nada disso, porém, superou a desastrada decisão do canal de fazer o último episódio meio ao vivo e meio gravado. Todo mundo reparou que tinha alguma coisa errado. O selo de “ao vivo” aparecia e sumia, mas a roupa dos apresentadores era a mesma.

Mas só roupa. As mulheres mais atentas repararam que tinha algo de diferente no cabelo de Ana Paula Padrão a que o esmalte dela mudava de cor dependendo do momento. Já os familiares e amigos que estavam assistiram em uma bancada usavam a mesma roupa da semana passada.

Para minimizar custos de produção, a emissora gravou a prova final com muita antecedência e deixou apenas o resultado para ser apresentado ao vivo. Em nome da “continuidade”, pediram aos três chefs que usassem as mesmas roupas no ao vivo.

Só esqueceram de contar o plano à manicure de Ana Paula.

No final das contas, porém, o grande circo cumpriu o seu papel. A Band ficou intermináveis 21 minutos em 1° lugar no Ibope na final.

Mais conteúdo sobre:

BandmasterChef Brasil