Jovens médicos caem na real na série Unidade Básica
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jovens médicos caem na real na série Unidade Básica

A série mistura o acompanhamento de diagnósticos, que é a peça de resistência de clássicos como Dr House e ER (no Brasil, Plantão Médico), com temas polêmicos da vida urbana na periferia.

Pedro Venceslau

15 Julho 2015 | 18h50

Ana Petta

Com seus oito episódios já gravados e em fase final de edição, a série “Unidade Básica”, do Universal Channel, se destaca como um dos mais promissores lançamentos brasileiros do segundo semestre no cardápio da TV por assinatura. A ideia do roteiro é retratar o dia a dia de jovens médicos que enfrentam o choque entre o que aprenderam na faculdade de Medicina e o microcosmo que existe dentro de uma UBS paulistana.

Pelo pouco que foi revelado até o momento, a série deve misturar o acompanhamento de diagnósticos, que é a peça de resistência de clássicos como Dr House e ER (no Brasil, Plantão Médico), com temas polêmicos da vida urbana na periferia. No caso da série brasileira, que deve estrear em agosto, as unidades básicas não são locais de atendimento primário de emergência. “Não é uma série de denúncia social nem só de diagnóstico. É uma série médica que foca na complexidade das relações”, explicou ao blog a atriz Ana Petta, que será uma das protagonistas ao lado de Caco Ciocler.

Para compor os personagens, o elenco fez uma imersão em uma Unidade Básica e levou para o set de filmagem a médica Helena Petta. Irmã de Ana, ela atuou no setor e acompanha de perto o debate em torno do Sistema Único de Saúde. O cenário da série, segundo a atriz, tenta ser uma síntese das unidades básicas da capital paulista. “Os atores e a equipe que visitaram as UBS se surpreenderam. A dramaturgia ainda não falou sobre essa questão médica”, diz Ana Petta. 

Outra boa opção para os fás do gênero médico é The Night Shift, do A&E, que mostra o turno da noite em um hospital público de Albuquerque, no Novo México. Mistura de Grey’s Anatomy com ER, a série divide cada capítulo em um plantão que mistura os esforços heroicos para salvar vidas com a dura realidade de se administrar um hospital com pouca verba. Os mais “radicais” podem ainda acompanhar no mesmo canal o reality Emergências Noturnas, que estreou em junho e acompanha chamadas de emergências em Nova Orleans de madrugada.